AchèAchè
    search
    Título

    HPB: Existe tratamento para a hiperplasia prostática benigna?

    Uncategorized

    Por

    A hiperplasia prostática benigna, ou HPB, é uma patologia que afeta os homens a partir dos 40 ou 50 anos e se torna mais comum com o avanço da idade: segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), quase 70% dos homens acima de 70 anos têm a doença. Ela é marcada pelo aumento do tamanho da próstata. Existe tratamento para o problema? Confira!

    Tratamento para HPB pode ser medicamentoso ou cirúrgico


    “Alguns casos necessitam de tratamentos e outros não. O tratamento pode ser medicamentoso ou cirúrgico, na dependência dos sintomas e do aumento da próstata.
    O tratamento clínico medicamentoso, normalmente, diminui os sintomas e reduz um pouco o tamanho da próstata”, afirma o urologista Paulo Costa Leite. 

    Já o tratamento cirúrgico é indicado nos casos em que o uso de medicamentos não atingiu os resultados esperados ou quando a obstrução que o aumento da próstata provoca na uretra é muito grande, o que agrava os sintomas da HPB. Como consequência desta obstrução, a doença pode tornar o jato urinário fraco, fazer o homem sentir vontade de ir ao banheiro com frequência e demandar mais força para urinar. 

    Diagnóstico precoce da HPB evita complicações da doença


    A única maneira de descobrir se a HPB precisa ou não de tratamento é procurar um médico especialista para uma avaliação. Vale ressaltar que a ausência de medidas para tratar a doença, quando necessário, pode prejudicar a saúde, como explica Dr. Leite: “A falta de tratamento da hiperplasia da próstata pode gerar graves problemas, como retenção urinária crônica, descompensação da musculatura da bexiga chegando até a hidronefrose bilateral”. 

    O acompanhamento anual da próstata, de acordo com o profissional, é importante tanto para os casos de HPB quanto para os casos de câncer de próstata. “Se pegamos o câncer no início, o índice de cura é de mais de 90% e, na hiperplasia benigna da próstata, é importante se diagnosticar antes que ocorram problemas mais graves”. 

     

    Dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU): https://portaldaurologia.org.br/publico/doencas/doencas-da-prostata/ 

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes