search
    Título

    Dieta paleolítica: Saiba como funciona esse regime de alimentação que está na moda e pode te ajudar a perder peso!

    Uncategorized

    Por

    Na busca por um corpo mais magro, muitas pessoas se baseiam em estudos científicos modernos para elaborar dietas que prometem a perda de peso com rapidez. No entanto, uma dieta popular atualmente busca resgatar os hábitos alimentares dos primórdios da humanidade, buscando fugir dos produtos industrializados. Afinal, o que é a dieta paleolítica?

     

    Dieta paleolítica tem a carne como alimentação principal

     


    “A dieta paleolítica vem dos nossos ancestrais homens das cavernas, sendo a base desta dieta o
    alto consumo de carnes e gorduras”, afirma a nutricionista Leticia Callado. Este era o principal tipo de comida que estava à disposição dos homens há centenas de milhares de anos, que conseguiam a carne por meio da pesca e da caça.
    Antes do desenvolvimento da agricultura, os homens paleolíticos não se alimentavam de grãos e cereais, apenas aqueles encontrados naturalmente no ambiente. Por isso, os adeptos da dieta paleolítica rejeitam massas e pães, além de todo tipo de produto industrializado ou processado. Os vegetais e frutas são opcionais nessa dieta, segundo Leticia, mas não devem ser consumidos de forma exagerada. Para se hidratar, água é a solução.

     

    Manutenção dos índices de glicemia é um dos benefícios da dieta paleolítica

     


    De acordo com a profissional, existem poucos estudos que falam sobre os benefícios da dieta paleolítica. No entanto, por ter como característica um baixo índice glicêmico, este tipo de alimentação ajuda a manter as taxas de glicemia estáveis. Além disso, devido ao baixo teor de carboidratos, a dieta paleolítica tem a capacidade de
    promover a perda de peso.
    Entretanto, esse regime de alimentação não é para todos, o que reforça a necessidade de procurar um médico e um nutricionista antes de iniciá-lo. “Pelo fato de ter baixo teor de carboidratos, nosso organismo acaba usando nossos músculos como fonte de energia e, por isso, há perda de massa muscular. A pessoa também se torna extremamente constipada e, devido ao alto consumo de carne e gordura, o colesterol ruim tende a ter níveis mais elevados”, alerta a especialista.

     

     

     

    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes