AchèAchè
search
Título

Como distinguir a ansiedade normal de algum transtorno que pode precisar de ajuda médica?

Uncategorized

Por

24 de outubro de 2023

Diante de situações difíceis, desconhecidas ou que representam um desafio, sentir ansiedade é absolutamente normal. O famoso frio na barriga ou a sensação de estar com as mãos suadas é bastante comum e, às vezes, até em situações relativamente simples, como na véspera de uma viagem ou o primeiro dia em um novo emprego. No entanto, quando é que a ansiedade pode ser prejudicial? “A pessoa deve ficar atenta se essas sensações surgirem sem causa aparente ou uma ameaça desconhecida”, explica a psiquiatra Maria Cristina De Stefano.

O que é a ansiedade?

A ansiedade é um transtorno, podendo ser de pânico, fobia social, ansiedade generalizada, entre outros. “É comum sentir medo, ficar apreensivo, ter sudorese, taquicardia e agitação antes de decisões, provas ou acontecimentos importantes”, explica a psiquiatra.

A situação começa a ficar preocupante quando o quadro de ansiedade se repete com frequência e sem motivos concretos. “Existem diferentes formas de manifestações dos sintomas e sinais da ansiedade, que podem ser físicos (corporais), emocionais (sentimentos, pensamentos, sensações psíquicas) e comportamentais (atitudes, atuações, ações, gestos)”, lista a profissional.

Como a vida pode ser afetada?

Maria Cristina explica que as causas exatas dos transtornos de ansiedade ainda são pouco conhecidas, mas há o fator genético e a exposição a situações de trauma ou estresse constante como alguns dos motivadores. “Além disso, pessoas com temperamento forte, controladoras, inflexíveis e que sofreram alguma experiência traumática são mais vulneráveis aos riscos”, diz.  A ansiedade também faz com que o indivíduo sinta-se menos feliz no relacionamento, tornando-se mais propenso a conflitos e impedindo-o de estabelecer intimidade com outras pessoas.

O tratamento para a ansiedade

É preciso buscar ajuda de um profissional para fazer o diagnóstico e indicar se há a necessidade de tomar medicamentos. “O tratamento, que depende da causa da ansiedade e do grau de intensidade, pode ser feito com medicamentos e psicoterapia específica”. As medicações ajudam no controle dos sintomas da ansiedade. “É possível utilizar ansiolíticos, tanto benzodiazepínicos (BZD) como não BZD, antidepressivos que têm ação sobre a ansiedade, estabilizadores de humor, antipsicóticos, entre outras substâncias”, diz. A psiquiatra reforça que é importante verificar se a ansiedade é bioquímica, psicológica ou ambas e tratá-las da forma correta.

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Artigos
Conheça as novas diretrizes da OMS que visam reduzir as infecções cirúrgicas

As cirurgias oferecem riscos de infecções bacterianas aos pacientes. Hoje, graças aos cuidados médicos e ao maior conhecimento sobre prevenção, o número de casos é bastante reduzido. Ainda assim, cerca de 11% dos pacientes submetidos a cirurgias são infectados nos países de média e baixa renda. Medidas podem reduzir infecções em até 39%   Baseando-se […]

Artigos
Como diferenciar os sinais de envelhecimento da doença de Alzheimer?

Algumas características da doença de Alzheimer apresentam semelhanças com as mudanças que acontecem com o corpo humano ao chegar na velhice e que não caracterizam nenhum problema de saúde, sendo apenas consequências do envelhecimento. No entanto, essas semelhanças podem causar confusão, especialmente no começo do Alzheimer, atrasando a procura por um médico e o diagnóstico da […]

Artigos
Como o ômega 3 auxilia na redução dos índices de triglicerídeos no sangue?

Os triglicerídeos são, segundo a nutricionista Marta da Cunha, moléculas de álcoois de açúcar que se combinam com ácidos graxos, um tipo de gordura. Produzidos pelo fígado, mas também adquiridos pela alimentação, são considerados um dos grandes vilões da saúde, associados ao aumento de casos de infarto, derrame e doenças cardiovasculares em geral.   Ômega […]

Converse com um dos nossos atendentes