search
Título

Artrose no quadril: descubra os efeitos da doença que degenera a cartilagem e provoca dores

Cuidados e Bem-estar
Longevidade

Por

Ao contrário do que muitos pensam, a idade não é o único fator relacionado à dor nas articulações. Questões genéticas, obesidade e atividade física de alto impacto também estão associados ao desenvolvimento da artrose, atualmente mais conhecida como osteoartrite, um processo inflamatório e degenerativo das articulações ósseas. O quadril é uma das áreas mais afetadas, causando dores na altura da bacia, sensação de estalos nas juntas e dificuldades de mobilidade.

Como funciona a articulação dos quadris?

Os ossos do quadril são revestidos por uma cartilagem articular que, quando sofre fissuras, por diversas causas, deixa o osso exposto, causando atrito pelo contato direto com outras superfícies. Os efeitos podem ser bastante problemáticos para o paciente. “A osteoartrite altera a mobilidade e diminui a angulação da articulação”, explica Sebastião Paulo Theodoro dos Santos, professor de fisioterapia. “O paciente apresenta inflamação, dor, calor, articulações avermelhadas, inchaço nas extremidades inferiores e dificuldade para sentar e levantar”.

Como é feito o diagnóstico?

Deve-se suspeitar da doença quando houver dor nas articulações. Geralmente, a osteoartrite é caracterizada por uma dor que aumenta conforme o movimento, mas ela pode também ser mais intensa pela manhã, ao se levantar da cama. Com o tempo, o paciente vai tendo cada vez mais dificuldade de andar, o que diminui sua mobilidade. No entanto confirmação da doença se dá por meio de análise médica. “Raio X, tomografia e ressonância magnética são as formas de confirmar a doença”, diz Santos. Em alguns casos, exames de sangue também podem ser solicitados para ajudar a esclarecer o diagnóstico.

Como é o tratamento?

Definida a causa da osteoartrite e seu estágio, começa o tratamento, voltado para o controle dos sintomas e a desaceleração do processo degenerativo nos ossos, com fisioterapia, mudança de hábitos e medicamentos. “Em casos avançados de osteoartrite do quadril é feito um implante de acetábulo e cabeça de fêmur”, conclui. O tratamento cirúrgico deve ser uma decisão tomada pelo paciente em conjunto com seu cirurgião, de acordo com as suas condições e necessidades.

 

Sebastião Paulo Theodoro dos Santos é professor de Fisioterapia. Crefito 024373-F

 

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes