search
    Título

    Artrite reumatoide: como funciona o tratamento da doença?

    Uncategorized

    Por

    A artrite reumatoide é uma doença crônica e sistêmica que afeta as articulações do corpo, causando rigidez, fortes dores, perda de peso e até febre, principalmente nas mulheres. Por ser progressiva, a doença precisa ser tratada corretamente para evitar a piora dos sintomas e o surgimento de complicações, que podem atrapalhar gravemente o dia a dia do paciente.

     

    Medicamentos ajudam a controlar sintomas da artrite reumatoide

     

    Segundo a reumatologista Licia Mota, o tratamento da artrite reumatoide é complexo e envolve o uso de remédios e medidas não medicamentosas. “A doença é tratada com o controle da dor. Nós temos medicações que controlam a dor, como analgésicos e anti-inflamatórios, mas também medicações chamadas de MMCD, medicamentos modificadores do curso da doença”, afirma a médica.
    Os remédios MMCD são capazes de mudar a evolução da artrite reumatoide e prevenir as complicações tardias, como deformidades e incapacidade física e laboral. Dentro dessa classe, há dois tipos de medicações, os sintéticos (como metotrexato, leflunomida e sulfassalazina) e biológicos (como golimumabe, certolizumabe pegol, etanercepte, infliximabe, adalimumabe, abatacepte intravenoso, rituximabe e tocilizumabe).

    Segundo a especialista, a recomendação da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) é iniciar o tratamento com os medicamentos sintéticos e, em caso de falhas ou efeitos colaterais, mudar para os biológicos ou ainda associá-los.

     

    Falta de tratamento pode causar incapacidade para o trabalho

     

    A artrite reumatoide tem um grande impacto socioeconômico, de acordo com a médica, já que quando não é tratada, leva à incapacidade laboral precoce. A maior parte dos diagnósticos é feita em indivíduos de 35 a 55 anos e 85% dos casos não tratados causam afastamento do trabalho, o que reforça a importância de buscar o auxílio médico assim que surgirem os primeiros sintomas.
    “O tratamento envolve a participação de uma equipe multidisciplinar com fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, educador físico, psicólogo, nutricionista e enfermeiro. Os profissionais serão coordenados pelo reumatologista, que é o médico que tem maior conhecimento para o diagnóstico e o tratamento dessa doença”, conclui a médica.

     

    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes