A síndrome das unhas frágeis atinge mais quem tem as unhas compridas?


  • +A
  • -A

A síndrome das unhas frágeis é uma condição comum – principalmente entre as mulheres – que se caracteriza pelo aumento da fragilidade da lâmina ungueal. Diversas fatores podem contribuir para a manifestação desse quadro. Ter as unhas compridas é um deles, tendo em vista que, assim, as unhas estão mais vulneráveis a sofrer traumas e acumular impurezas. 

Importância de manter as unhas sempre curtas


“Quanto mais compridas as unhas estão, mais facilmente elas podem quebrar ou lascar quando sofrem algum trauma (como esbarrar em algum objeto, por exemplo). Dessa forma, para quem sofre da síndrome das unhas frágeis, é preferível tentar
manter as unhas mais curtas”, aconselha a dermatologista Aline Guimarães. 

Ou seja, manter as unhas curtas funciona tanto para tentar evitar sua fragilização, quanto para ajudar no tratamento de um paciente já diagnosticado com a síndrome. É importante destacar que este cuidado é indicado não somente às mãos, mas também aos pés, visto que as unhas destes podem igualmente apresentar sintomas associados à doença.

Outros cuidados do tratamento contra a síndrome das unhas frágeis


Além de manter as unhas cortadas, deve-se apostar em outros cuidados para aumentar as chances de combater o problema, como hidratar bem as unhas sempre e protegê-las com luvas quando for lavar louça ou mexer com substâncias químicas, sujeira, poeira, etc. Estes, em muitos casos, estimulam o processo de fragilização das unhas, por isso é necessário
evitar o contato direto

O principal tratamento dessa síndrome consiste no uso de biotina oral. Manter as unhas curtas e hidratadas também é importantes no cuidado”, afirma a dermatologista. O tratamento medicamentoso de fato é essencial, mas o consumo de biotina pode ainda ser complementado por meio da alimentação (gema de ovo, nozes, cereais, amendoim, avelã).

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Aline Guimarães

Dra. Aline Guimarães

Dermatologia

CRM: 155914 / SP

TAGS
pele
unhas
unhas-frageis

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "A síndrome das unhas frágeis atinge mais quem tem as unhas compridas?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.