É verdade que a pele oleosa favorece o surgimento de espinhas?

  • +A
  • -A

A pele oleosa tem características que demandam cuidados específicos. Quem sofre com o excesso de produção de sebo pode lidar com outros problemas dermatológicos no caminho, como cravos e espinhas. Mas, será que a acne de fato tem relação com a oleosidade? A dermatologista Gabriella Albuquerque tirou todas as dúvidas sobre a relação entre pele oleosa e espinhas. Confira! 

Oleosidade favorece a acne em peles predispostas

De acordo com a dermatologista, a pele oleosa pode favorecer o rosto com espinha. Contudo, somente em peles que já têm predisposição prévia à acne. “A pele oleosa se caracteriza pela presença de aumento exagerado do filme lipídico em sua superfície, ou seja, maior concentração de gordura na pele que se associa ao aumento de ácidos graxos livres e colesterol”, explica Dra. Gabriella.

“Esse desequilíbrio pode favorecer a proliferação de alguns tipos de ácidos graxos e de colesterol que potencializam o crescimento desordenado de bactérias patogênicas em nossa pele e que, associado a uma cascata de mediadores pró-inflamatórios, culminam na piora da acne em pacientes predispostos”, afirma a médica. 

Uso de sabonete e hidratante para pele oleosa é essencial

A pele oleosa e, principalmente, a pele acneica demandam uma boa higienização, pois o excesso de sebo favorece o acúmulo de sujeiras e o entupimento dos poros. Com isso, qualquer germe oportunista pode ocasionar uma espinha inflamada e até mesmo promover a piora do quadro de acne. A hidratação também é muito importante para evitar o efeito rebote e, consequentemente, uma pele ainda mais oleosa e com tendência a espinhas. 

“O uso de substâncias com ação esfoliante e com capacidade de modificar este desequilíbrio do manto lipídico é uma importante forma de combater a acne. Neste caso, sugiro o uso de sabonete facial para pele oleosa para auxiliar neste processo, já que também tem uma ação antimicrobiana”, esclarece Dra. Gabriella.

Usar protetor solar específico para pele com excesso de oleosidade também é fundamental não só para protegê-la da radiação solar, mas para atuar na prevenção de manchas e marcas de acne. “Além disso, o uso de cremes contendo alfa-hidroxiácidos, como o glicólico ou o láctico, ou mesmo o uso de retinóides permitem a diminuição deste filme lipídico. E finalmente, inibidores dos receptores Toll-Like, como a nicotinamida e o zinco, permitem combater esta cascata pró-inflamatória”, recomenda a especialista.

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Gabriella Albuquerque

Dra. Gabriella Albuquerque

Dermatologia

CRM: 71503-4 / RJ

TAGS
acne
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "É verdade que a pele oleosa favorece o surgimento de espinhas?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.