Dermatite: fazer uso de corticoides no tratamento é seguro?

  • +A
  • -A

A dermatite atópica é uma inflamação crônica da pele caracterizada pelo surgimento de placas avermelhadas. A doença, segundo a dermatologista Kaliandra Cainelli, costuma aparecer já na infância, principalmente nas regiões de dobras do corpo, associada a prurido e, em alguns casos, infecções secundárias. Uma das formas de tratamento é o uso de corticoides.

Corticoides diminuem inflamação da dermatite atópica


Os corticoides são medicamentos prescritos por um médico para tratar o paciente durante um episódio agudo de dermatite atópica. “O uso pode ser seguro desde que feito sob orientação de um dermatologista. Sua atuação promove uma ação anti-inflamatória, revertendo o quadro da doença e retirando o paciente do quadro de crise”, afirma a profissional.

Há ainda outras medidas importantes para o tratamento da dermatite atópica, como manter a pele hidratada com o uso de sabonetes e hidratantes adequados, além de evitar banhos quentes. “Para casos de intenso prurido devemos usar anti-histamínicos e, nos casos graves da doença, há necessidade do uso de imunossupressores”, explica Kaliandra.

Coceira da dermatite atópica pode facilitar infecções bacterianas


Evitar e tratar a coceira causada pela dermatite atópica deve ser uma das prioridades do tratamento. Ao coçar a pele, o paciente acaba alimentando um ciclo vicioso que
provoca ainda mais vontade de coçar. O problema pode machucar a pele e favorecer o desenvolvimento de infecções bacterianas, que deverão ser combatidas com antibióticos e outras medicações.

Quando a crise passar, o paciente deve continuar se consultando com um dermatologista e adotando cuidados para prevenir novos episódios da doença. O contato da pele com estímulos externos pode facilitar a volta dos sintomas. Poeira, calor, transpiração, cosméticos, estresse, ansiedade e até mesmo tecidos de roupas, como lã e materiais sintéticos, devem ser evitados.

Dra. Kaliandra Cainelli é dermatologista graduada pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), é membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e atende no Rio de Janeiro. CRM-RJ: 80153-4 – www.kaliandra.com.br

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Kaliandra Cainelli

Dra. Kaliandra Cainelli

Dermatologia

CRM: 80153-4 / RJ

TAGS
dermatite
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

6 comentários para "Dermatite: fazer uso de corticoides no tratamento é seguro?"

Wesley

Olá, Dra. Kaliandra!Primeiramente quero te parabenizar pelo texto. É exatamente o problema que estou tendo. Existe alguma pomada que recomende no tratamento?Agradeço desde já!Att. Wesley

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Wesley, o ideal é que você realize uma consulta presencial com um dermatologista, para que ele possa avaliar o seu caso e indicar o tratamento correto para você. Abraços.

MARY TEREZINHA DE SOUZA PEREIRA

MINHA cabeça está cheia de feridas tenho dermatite estou com muitas COCEIRA PELO CORPO o que faço??

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Mary, realize uma consulta dermatologista para que ele indique o tratamento para o alívio dos seus sintomas. Melhoras.

Ana Paula

Eu tenho muitas crises de dermatite em volta do olho e sempre o que me salva é a pomada de corticoide, fui recomendada a parar de usar mas eu simplesmente não consigo, pq coça e me incomoda muito 🙁 não sei mais o que fazer

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Ana Paula. Agradecemos por compartilhar seu comentário. Em boa parte dos casos utiliza também medicações tópicas para tratar a dermatite, ou seja, cremes e pomadas aplicados diretamente na pele, além de antibióticos quando houver infecção bacteriana. Alguns pacientes podem necessitar de medicamentos orais, como imunossupressores, corticoides e os anti-histamínicos, que aliviam a coceira. É importante o controlar o impulso de coçar as feridas, já que isso pode permitir a entrada de bactérias na pele. Orientamos que procure seu dermatologista, para verificar a possibilidade de continuar usando a pomada de corticoide ou para verificar se pode iniciar novo tratamento com outros medicamentos. Desejamos sucesso no seu tratamento e recuperação!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.