A pele que já foi queimada pelo sol precisa de um protetor com FPS mais alto?


  • +A
  • -A

Cada tipo de pele exige o uso de um filtro solar específico, então o fator (FPS) a ser utilizado varia de acordo com a pessoa. Contudo, é recomendado, no geral, investir em produtos com FPS igual ou superior a 30, de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia. Em casos de pele queimada, é ainda mais importante buscar um filtro com fator de proteção alto.

A pele que já foi queimada de sol (queimadura aguda, ou seja, pele vermelha e, eventualmente, com formação de bolhas), está ainda mais sensível que o normal. Uma camada da pele é destruída, o que significa que perde parte de sua proteção. Portanto, está mais exposta e vulnerável aos danos solares”, afirma a dermatologista Alexandra Bononi.

Protetor com fator elevado e aplicação de quantidade adequada são a chave para cuidar da pele queimada


Sendo assim, quanto mais sensível for a pele, ou quanto mais sensível ela estiver momentaneamente, maior o fator de proteção que deverá  ser utilizado. “Neste caso, recomendamos um
filtro com FPS igual ou maior que 50. Quanto maior o FPS, maior a proteção. É importante sempre lembrar que a quantidade correta de filtro solar que deve ser usada é em torno de 2 gramas por centímetro quadrado de pele”, orienta a especialista.

De acordo com a dermatologista, a grande maioria das pessoas não utiliza esta dose de protetor, pois, dependendo da pigmentação do produto, pode acabar ficando um pouco desconfortável esteticamente, com a pele esbranquiçada. O problema é que ao usar uma quantidade de filtro menor do que a recomendada, o FPS real que funciona na pele acaba sendo menor que aquele escrito no rótulo do produto – muitas vezes praticamente a metade. “Vale a pena apostar na aplicação adequada do filtro, principalmente se sua pele for muito clara e/ou sensível”, recomenda a médica.

Outros cuidados com a pele queimada além do uso de filtro solar


Além da proteção solar, quem está com a pele queimada deve tomar ainda outros cuidados, como por exemplo investir em uma boa hidratação da pele. Alguns cremes ou medicamentos calmantes e anti inflamatórios também podem ser utilizados. “Ingerir água corretamente é outra forma de ajudar na recuperação da pele, assim como apostar em compressas de água fria ou de chá de camomila, aloe vera, dentre outros”, finaliza a Dra. Bononi.

 

Dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-diarios-com-a-pele/

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Alexandra Bononi

Dra. Alexandra Bononi

Dermatologia

CRM: 97012 / SP

TAGS
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "A pele que já foi queimada pelo sol precisa de um protetor com FPS mais alto?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.