Olho seco: o clima pode influenciar a produção de lágrimas?

  • +A
  • -A

Você sabia que o nosso corpo sofre com as mudanças climáticas? Além da pele, que costuma ficar bastante ressecada no inverno e mais oleosa no verão, os olhos também são impactados pelas alterações de temperatura e umidade, principalmente em quem possui a síndrome do olho seco. De acordo com o oftalmologista Paulo Dantas, o clima pode influenciar (e muito) na produção de lágrimas. A boa notícia é que dá para resolver esse problema com cuidados bem simples. Conheça o tratamento adequado para esse caso!

O clima pode influenciar a produção de lágrimas?

 

De acordo com o especialista, a mudança de temperatura, o ambiente e até mesmo o clima podem influenciar o funcionamento do canal lacrimal: “Supõe-se que, em estações mais secas, haja um estímulo maior à produção de lágrimas em resposta à maior evaporação da superfície ocular e, consequentemente, um aumento da osmolaridade do filme lacrimal”. 

Essa osmolaridade é uma alteração na composição da lágrima, um dos fatores que levam ao olho seco e que pode causar inflamação da superfície ocular. O médico explica que, em regiões com polinização mais acentuada, acontece o mesmo. Doutor Dantas ainda ressalta que pacientes com olho seco ou com algum tipo de alergia acabam apresentando mais sintomas nessas circunstâncias. 

Além do clima, o oftalmologista diz que outro fator que deve ser levado muito em consideração com relação à síndrome do olho seco é o uso de alguns medicamentos de uso oral: “Principalmente os ansiolíticos benzodiazepínicos e antidepressivos. Por isso, o médico deve estar atento a essa fonte comum de olho seco”, alerta.

Cuidados para evitar a diminuição ou alteração na produção de lágrimas

 

Se você não quiser conviver com alterações ou diminuições na produção de lágrimas, é fundamental adotar alguns cuidados, especialmente quando o clima estiver mais seco. Nestes casos, o oftalmologista lista uma série de dicas para melhorar a saúde ocular:

– Criar um ambiente menos hostil, com eliminação do uso de ar-condicionado;
adotar plantas aquáticas;
– comprar aquários;
– investir em um umidificador de ambiente;
– evitar o contato com fumaças (principalmente de cigarro).

Todas essas medidas ajudam bastante a prevenir e controlar o problema. Mas, além desses paliativos, o médico indica o uso de lubrificantes oculares sob forma de colírio: “De preferência sem conservantes ou com tecnologia que elimine a necessidade desses conservantes”.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Paulo Dantas

Dr. Paulo Dantas

Oftalmologia

CRM: 53738 / SP

TAGS
olho-seco

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Olho seco: o clima pode influenciar a produção de lágrimas?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.