Quais são os efeitos a longo prazo causados por noites mal dormidas?


  • +A
  • -A

Depois de um longo e cansativo dia, o corpo merece um tempo para descansar. O estresse, o cansaço e problemas no trabalho ou na família, no entanto, impedem que o organismo se entregue ao sono, relaxe e reponha as energias. Noites mal dormidas podem gerar consequências graves para a saúde física e mental, comprometendo bastante a qualidade de vida.

Prejuízos para o corpo

O sono é composto por quatro fases que se alternam ao longo da noite. Cada fase do sono tem sua importância para a manutenção da saúde do corpo. “Acordar durante a noite ou dormir menos que o recomendado provoca a fragmentação do sono e altera sua estrutura, contribuindo para a piora da sua qualidade”, afirma a psiquiatra e especialista em medicina do sono Camilla Pinna.

Em curto prazo, os efeitos da privação do sono são mais brandos, mas atrapalham o bem-estar no dia a dia. Podem surgir fadiga, dores no corpo e na cabeça. O indivíduo tende a ficar irritado e impaciente e apresenta dificuldade em raciocinar e prestar atenção, o que aumenta as chances de acidentes no trânsito e no trabalho.

Os efeitos a longo prazo

A longo prazo, as consequências passam a ser mais graves. “A privação de sono pode favorecer o aparecimento ou levar ao agravamento de problemas de saúde, como diabetes, hipertensão arterial, obesidade, depressão, além de dificuldades de atenção, concentração e memória”, explica Camilla.

Diversos fatores podem prejudicar a qualidade do sono e causar prejuízos para o corpo. “Dores, doenças respiratórias e endocrinológicas, depressão e ansiedade, assim como distúrbios relacionados especificamente ao sono podem interferir na qualidade do sono ou reduzir sua duração”, diz a psiquiatra.

Dormindo bem

A psiquiatra também alerta para a necessidade de reduzir o consumo de cafeína, bebidas alcoólicas, o fumo e o uso de aparelhos eletrônicos perto da hora de dormir. Para dormir bem, é recomendável um local adequado, com pouca iluminação, cama confortável e temperatura agradável para o corpo.
Camilla Moreira de Sousa Pinna é psiquiatra formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e atua no Rio de Janeiro. CRM-RJ: 52-82109-8

TAGS
insonia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

6 comentários para "Quais são os efeitos a longo prazo causados por noites mal dormidas?"

almir marques

Sempre dormir muito pouco em cada dia. Hoje tenho 55 anos e cada vez durmo menos e sinto prazer nisso, entretanto, acho que está na hora de dormir melhor. O uso de medicamentos para facilitar uma boa noite de sono é igualmente reparador para o organismo ?

CUIDADOS PELA VIDA

olá Almir, a quantidade de horas de sono necessárias para repor as energias gastas durante o dia e suficientes para enfrentar um novo dia variam de indivíduo para indivíduo. Caso o sono não seja satisfatório ou, conforme relato, exista o desejo de dormir melhor, o aconselhamos a procurar orientação médica para verificar a necessidade de uso de medicamentos. Abraços

Helen

Olá , comecei a ter problemas para dormir após meus 23 anos e hj estou com 36 anos … tenho sono agitado … demoro para conseguir pegar no sono … desperto varias vezes durante a noite …. é como se meu cérebro “não desligasse” … tem dias que durmo muito pouco .. tipo umas 2h na noite. Será que posso ser considerada com insonia ou pode ser algo que esteja desregulado no meu organismo ? Ah e há cerca de 3 descobri que sou hipertensa e gostaria de saber quais as consequências da privação do sono na pressão arterial ? Abraços

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Helen, a aconselhamos a procurar um profissional médico, que poderá diagnosticar corretamente a qualidade do seu sono, bem como se a privação dele pode prejudicar a pressão arterial. Abraços

Olá,com 1 de nascimento da minha filha comecei a sentir 1 chiado na cabeça e uma sensação ruim,hoje ele tem 1 ano e ainda continua, não durmo 1 noite inteira a de 1 ano será q tudo isso pode ser pela privação do sono

undefined

Jaque

Quando durmo mal passo o dia inteiro com fadiga e n consigo concentrar.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.