Forçando o sono: o que não fazer para combater a insônia?


  • +A
  • -A
Imagem do post Forçando o sono: o que não fazer para combater a insônia?

De acordo com a Associação Brasileira do Sono (ABS), quase 37% dos brasileiros sofrem com a insônia. A doença é capaz de atrapalhar consideravelmente a qualidade de vida e aumentar os níveis de estresse e ansiedade e ainda facilitar o surgimento de problemas cardíacos. No intuito de combatê-la, muitas pessoas adotam certos hábitos, como forçar o sono, que na verdade podem prejudicar ainda mais o quadro de insônia.

Forçar o sono pode ser estressante e agravar a insônia


Segundo o neurologista e especialista em Medicina do Sono Shigueo Yonekura, se forçar a dormir não é uma boa prática: “Se não conseguir dormir em 20 ou 30 minutos, o ideal é não ficar na cama olhando para o relógio. Leia um livro ou ouça uma música relaxante, mas evite o
brilho da tela da televisão ou do computador, porque pode estimular o cérebro e mantê-lo acordado”. Volte para a cama quando realmente sentir sono.

Além disso, é importante evitar mexer no celular antes de dormir. Procure tomar um banho morno, deixando de lado todos os problemas do dia a dia. Atacar a geladeira também pode atrapalhar, especialmente se beber muita água ou outro líquido: a vontade de fazer xixi pode te acordar no meio da madrugada e prejudicar o sono no resto da noite.

Tomar remédio para dormir? Só com prescrição médica!


Existe ainda outra atitude bastante desestimulada por Yonekura: “Tomar medicamentos sem orientação médica”.
Medicações hipnóticas e antidepressivas são as mais indicadas para combater a insônia, mas só devem ser utilizadas depois de uma análise completa do quadro feita por um médico, seguindo as doses e a frequência indicadas. Caso contrário, o problema poderá piorar.

“Atividades estimulantes antes de deitar, dormir em ambientes com ruído, muito iluminados e desconfortáveis, dormir e acordar em horários diferentes todos os dias, consumir bebidas alcoólicas e estimulantes, como café e refrigerante, e praticar exercícios físicos antes de dormir” são hábitos que o profissional acredita que devem ser evitados para que o tratamento da insônia seja eficaz e, assim, ter uma boa noite de sono.

Dr. Shigueo Yonekura é especialista em Medicina do Sono pelo Hospital das Clínicas da USP e é neurologista do Instituto de Medicina do Sono de Campinas e Piracicaba. CRM-SP: 44519

Foto: Shutterstock

TAGS
insonia
sono

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Forçando o sono: o que não fazer para combater a insônia?"

Helena

Olá. Horrível vc quer dormir e não consegue.Ja tomei medicamento prescrito faz tempo.

Cuidados Pela Vida

Oi Helena, tente aliar a prescrição do seu médico com alguns hábitos, por exemplo, é importante evitar mexer no celular antes de dormir. Procure tomar um banho morno, deixando de lado todos os problemas do dia a dia. Atacar a geladeira também pode atrapalhar, especialmente se beber muita água ou outro líquido: a vontade de fazer xixi pode te acordar no meio da madrugada e prejudicar o sono no resto da noite. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.

x