Por que ficamos mais propensos à hipertensão na terceira idade?


  • +A
  • -A

A hipertensão arterial é uma das doenças crônicas mais comuns atualmente. Somente no Brasil, existem mais de 30 milhões de pessoas com pressão alta. Apesar de o problema atingir todas as faixas etárias, gêneros e etnias, a pressão arterial tende a subir com o passar dos anos, tornando os idosos um grupo bastante propenso ao surgimento e à piora do problema.

Metade das pessoas com mais de 50 anos tem hipertensão arterial


O cardiologista Ricardo Rodrigues afirma que essa prevalência é resultado do envelhecimento natural do corpo e se reflete nas estatísticas. “O envelhecimento das artérias provoca seu endurecimento e diminui sua capacidade de distender. A pressão alta é muito comum na terceira idade, principalmente do componente sistólico, o mais alto, como por exemplo, 150×60 mmHg”, explica o médico.

Além disso, formas de comportamento e doenças ao longo da vida também exercem um papel importante. “O indivíduo na terceira idade ficou mais tempo exposto a condições que favorecem o desenvolvimento da hipertensão arterial, como consumo excessivo de sal, estresse e obesidade”, afirma o profissional. Sem falar nos danos aos vasos sanguíneos causados pelo diabetes, pelo alcoolismo e pela menopausa nas mulheres.

Alimentação saudável ajuda a controlar a pressão arterial


A prevenção é a melhor forma de se proteger da hipertensão e mesmo os idosos que já têm pressão alta devem adotar alguns cuidados para controlar a doença, especialmente por causa do maior risco de complicações na velhice, como infarto, AVC e ruptura de aneurismas. “Cuidar da alimentação, principalmente consumindo pouco sal, pouca gordura saturada, doces e massas e se manter ativo fisicamente” são as recomendações do Dr. Rodrigues.

O uso de medicamentos também faz parte do tratamento da hipertensão, mas na terceira idade existem algumas diferenças. Nessa fase da vida, o paciente também usa medicações para outras doenças, o que aumenta a chance de interação, potencializando efeitos colaterais ou até prejudicando sua eficácia. A individualização do tratamento, assim como a adesão às medidas recomendadas, são de extrema importância para o controle da pressão alta.

Dr. Ricardo José Rodrigues é cardiologista formado pela Universidade Estadual de Londrina  (UEL) e atua em Londrina (PR). CRM-PR 11852

Foto: Shutterstock

TAGS
cardiovascular
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Por que ficamos mais propensos à hipertensão na terceira idade?"

Jose francisco de andrade

Porque nós tornamos hipertensos. O que causa a hipertensão.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Jose Francisco, a hipertensão é uma doença crônica caracterizada pelo aumento da pressão arterial, o que coloca a saúde de todo o corpo em risco. A cardiologista Caroline Nagano aponta algumas razões: “O problema tem o sedentarismo, a obesidade e a dieta sem qualidade como principais fatores para seu desenvolvimento. A maioria da população acaba adquirindo a doença por se enquadrar nesses itens.”

Patrícia Pereira Nascimento

Estou com 30 anos descobrir que sou hipertesa Comecei passa mal tontura, dor de cabeça insuportável. Ai fui aferir a pressão tava 14 Fiquei em observação durante 15 dias ela sempre alta Aí chegou o diagnóstico de hipertensão Fiquei morta de tristeza fiquei tão arasada.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.