Por que as paredes das artérias ficam mais rígidas com o envelhecimento?


  • +A
  • -A
Imagem do post Por que as paredes das artérias ficam mais rígidas com o envelhecimento?

As artérias e os vasos sanguíneos do corpo sofrem com o acúmulo de substâncias com o passar dos anos, como o colesterol e o cálcio, o que leva ao endurecimento de suas paredes. “Consequentemente, ocorre uma alteração do fluxo de sangue, causando o desenvolvimento de doenças cerebrovasculares e cardiovasculares, podendo gerar hipertensão arterial sistêmica, infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral“, afirma a cardiologista Bruna Baptistini.

Hipertensão é fator de risco para enrijecimento da parede das artérias


Este problema recebe o nome de arteriosclerose e está relacionado ao envelhecimento do corpo. Quanto mais tempo se passa, mais substâncias se depositam nas artérias, reduzindo sua flexibilidade e provocando seu estreitamento. O enrijecimento pode ocorrer em qualquer parte do corpo, o que inclui áreas essenciais para o funcionamento do organismo, como o coração.

Existem fatores de risco que facilitam o desenvolvimento da arteriosclerose. Muitos deles são problemas do próprio sistema cardiovascular, como a hipertensão e o colesterol alto. Idade, diabetes, obesidade, sedentarismo e histórico da doença na família são causas indiretas.

Enrijecimento das artérias geralmente não causa sintomas


Assim como a pressão alta
, a arteriosclerose costuma ser silenciosa. A exceção fica por conta dos casos mais graves, em que o enrijecimento já está afetando o funcionamento de um órgão. Fraqueza nas pernas e nos músculos, cansaço, confusão mental e dor no peito são alguns exemplos, mas é preciso ainda se atentar aos sintomas do AVC e do infarto, que também são causados pela doença.

Tanto a prevenção quanto o tratamento requerem mudanças no dia a dia, em especial aquelas que protegem o sistema cardiovascular. “Hábitos de vida saudáveis podem retardar e diminuir a possibilidade do desenvolvimento do enrijecimento vascular”, informa Bruna. Entre as medidas necessárias estão praticar atividades físicas, comer bem, evitando alimentos gordurosos, e controlar os níveis de colesterol e a pressão arterial.

Dra. Bruna Cristina Baptistini é cardiologista formada pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e atua em São Paulo. CRM-SP: 145229

Foto: Shutterstock

TAGS
circulacao
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Por que as paredes das artérias ficam mais rígidas com o envelhecimento?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.