É verdade que o infarto é mais perigoso nos jovens?


  • +A
  • -A

Quando um jovem morre em decorrência de um infarto, a notícia causa surpresa em muitas pessoas. E não é à toa: a maior parte dos casos de infarto acontece em idosos. No entanto, essa proporção tem mudado ao longo das últimas décadas, o que preocupa as autoridades de saúde, já que essa complicação cardiovascular costuma ser mais perigosa nos jovens. 

Idoso está mais preparado para sobreviver a esse problema


“Ao longo da vida, novos vasos no coração são criados e novas conexões são feitas. O coração do jovem tem poucas conexões e são poucas as artérias responsáveis pela irrigação de grande quantidade de músculo cardíaco. Quando uma destas artérias é obstruída, boa parcela desse músculo morre, provocando falência cardíaca, devido a um infarto de
grande extensão e repercussão“, afirma a cardiologista Ana Catarina de Medeiros Periotto. 

No coração do idoso, segundo a médica, existem as mesmas artérias, mas também há muitas outras colaterais que se formaram ao longo dos anos. “Então, quando uma artéria é obstruída, há uma maior possibilidade de se manter a irrigação do músculo cardíaco sem gerar grande comprometimento. Por isso, a extensão do infarto tende a ser menor nos idosos”, completa a especialista.

Como jovens podem evitar um infarto?


As mudanças no estilo de vida vistas nos últimos anos, com rotinas cada vez mais corridas e estressantes, somadas à má alimentação e ao sedentarismo, têm provocado um aumento no número de infartos na faixa
entre os 18 e os 39 anos de idade. “O caso mais precoce que já tratei foi de um jovem de 22 anos. Esses casos eram raros há 20 anos, mas infelizmente estão ficando mais frequentes”, lamenta a cardiologista. 

Para mudar essa situação, é fundamental procurar viver de forma saudável. Praticar exercícios físicos regularmente, evitar refeições gordurosas e com excesso de sal, não fumar, não beber, controlar o estresse e consultar periodicamente um cardiologista são algumas das medidas necessárias para ter uma boa saúde cardiovascular e, assim, evitar um infarto. 


Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Ana Catarina de Medeiros Periotto

Dra. Ana Catarina de Medeiros Periotto

Cardiologia

CRM: 141696 / SP

TAGS
cardiovascular
coracao
infarto

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "É verdade que o infarto é mais perigoso nos jovens?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.