Hipertensão na gravidez: quais os tratamentos adequados durante a gestação?


  • +A
  • -A
Imagem do post Hipertensão na gravidez: quais os tratamentos adequados durante a gestação?

Durante a gravidez, as mulheres devem ficar atentas aos números da pressão arterial, já que a hipertensão é um problema que pode se tornar um sério empecilho durante este período tão especial para as futuras mães. O acompanhamento médico ao longo dos nove meses é fundamental, mesmo para quem estiver com níveis adequados.

A hipertensão é uma das principais complicação que atingem a mulher durante a gestação e até mesmo quem nunca teve problemas com isso pode passar a ter. “A hipertensão gestacional é uma forma de hipertensão que surge após a 20ª semana de gravidez em mulheres previamente sadias. Desaparece, na maioria dos casos, em até uma ou duas semanas após o parto, mas pode afetar a saúde do bebê”, explica o cardiologista Abel Magalhães.

Todo cuidado é pouco

A hipertensão gestacional atinge de 5 a 10% das mulheres grávidas e pode causar duas condições perigosas: a pré-eclampsia e a eclâmpsia. A primeira forma provoca a eliminação de proteína por meio da urina e um dos seus sinais é o aumento da pressão arterial, que reduz o fluxo sanguíneo para a placenta. É comum sentir também dores de cabeça e no abdome. Se o caso não for tratado, o quadro evolui para a eclâmpsia, capaz de causar convulsões, levar ao coma ou à morte. Há ainda um risco considerável de se perder o bebê.

O tratamento para o problema deve começar pelo controle sobre a alimentação, balanceada e rica em ácida fólico, que ajuda a dilatar os vasos sanguíneos. O sal deve ser evitado, assim como para todos os pacientes com níveis altos de pressão. Entre outras medidas importantes estão a redução do peso, prática de atividades físicas apropriadas para a gravidez, além, é claro, da interrupção de hábitos como o tabagismo e a ingestão de bebidas alcóolicas.

Mudanças na medicação

Grávidas com pressão alta podem utilizar medicamentos que atuam contra a pressão alta, mas é comum que os remédios sejam substituídos para substâncias mais apropriadas para o período de gravidez. “Existem diversos medicamentos anti-hipertensivos com risco aumentado de complicações para o feto. Por isso, quando necessário, recomenda-se o uso de alguns mais seguros, como a alfa-metildopa, a hidralazina ou a nifedipina”, conclui o cardiologista.

 

Dr. Abel Magalhães é cardiologista, formado pela UFRJ e atua no Rio de Janeiro. CRM-RJ: 5258558-8

TAGS
cardiovascular
gravidez
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Hipertensão na gravidez: quais os tratamentos adequados durante a gestação?"

Renilda

Eu tive uma perca com 8meses de gestação eu posso engravidar novamente e tenho pressão alta

Cesar Higashijima

Olá, Renilda. O ideal é que você faça uma consulta com seu médico ginecologista obstetra para que ele possa examinar o seu caso mais detalhadamente.
Abraços.

Cesar Higashijima

Olá Renilda. O ideal é que você realize exames com seu médico ginecologista obstetra para que ele possa avaliar seu caso com mais detalhes. Abraços

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.