Fonoaudióloga controla a hipertensão há 20 anos com medicamentos


  • +A
  • -A

Considerada uma das doenças que mais matam no mundo, a hipertensão arterial deve ser tratada com seriedade. O paciente com esta condição deve apostar em uma alimentação saudável, prática de exercícios físicos e em restrições, tais quais as de sal, frituras, álcool e cigarro. É fundamental também o uso de medicação específica para ajudar a estabilizar os níveis pressóricos.

Pressão alta exige que tratamento seja seguido à risca


Os medicamentos são peças essenciais na vida de Valéria B. G., de 49 anos, que mora na cidade de São Paulo. A fonoaudióloga começou a apresentar um quadro de hipertensão arterial um ano depois do nascimento de sua primeira filha, há cerca de 20 anos, e desde então segue à risca o tratamento medicamentoso.
Parar repentinamente um tratamento pode ser perigoso, uma vez que a hipertensão pode causar dano permanente a órgãos vitais do corpo”, alerta o cardiologista Abel Magalhães.

Em 2007 ela precisou se submeter a uma cirurgia, mas não conseguiu permissão para realizá-la, pois os exames prévios que fez para iniciar o procedimento indicaram níveis baixíssimos de potássio em seu organismo. Em função disso, ela foi aconselhada por seu cardiologista a trocar a medicação, e segue com a mesma prescrição desde então.

Médico e remédio certos são essenciais para sucesso do tratamento


“Nessa época eu me consultava com um cardiologista muito bom, que me passava muita segurança e confiança. Ele explicou que a medicação que eu estava tomando contribuía para a eliminação do potássio, o que me impedia de realizar a cirurgia. O novo produto iria equilibrar tudo”, relembra Valéria.

Desde então, ela toma diariamente um comprimido pela manhã e consegue manter a pressão arterial no padrão 12/8. “Tenho uma vida normal, sem abusos nem restrições”, avalia Valéria. “Ainda me consulto com o mesmo cardiologista e mantenho a mesma medicação. O remédio me proporciona bem estar e me sinto segura fazendo uso dele”.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Abel Magalhães

Dr. Abel Magalhães

Cardiologia

CRM: 5258558-8 / RJ

TAGS
coracao
pressao-alta
superacao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

6 comentários para "Fonoaudióloga controla a hipertensão há 20 anos com medicamentos"

João Augusto

Eu e minha esposa fazemos exercícios de caminhadas longas com o objetivo de controlar a tensão arterial, manter a forma física sem medicamentos e elevar a auto estima da vida no dia a dia, tem funcionado tem q manter a perseverança ativa.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá João. Agradecemos por compartilhar seu relato. Ficamos felizes por saber que você e sua esposa tem adotado hábitos saudáveis no dia-a-dia.É importante também buscar atendimento especializado para a indicação do tratamento mais adequado de acordo com suas necessidades. Até logo.

Telmo

Olá, estou na recuperação de um AVC e faço uso constante de medicamentos para pressão arterial, apesar da situação não acomodei, contínuo fazendo meus exercícios.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Telmo. Obrigado por compartilhar seu comentário. Desejamos sucesso na sua recuperação! Vale ressaltar que as atividades físicas devem ser indicadas pelo seu médico. Continue por aqui para mais informações e dicas como essa. Até logo.

Daniela

Olá parabéns pela matéria!Gostei da história da Valéria!Quem tem crises hipertensivas,pode fazer angioplastia?Grata e aguardo retorno!

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Daniela. Ficamos felizes por saber que tem apreciado nossas matérias. Cada paciente possui sua particularidade e para verificar a possibilidade de realizar a angioplastia é necessário uma consulta presencial com o especialista. Até a próxima.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.