Festas de fim de ano: quais alimentos devem ser evitados para quem teve infarto?


  • +A
  • -A

O infarto do miocárdio é uma das principais complicações da hipertensão arterial. Segundo o Ministério da Saúde, em 2015, mais de 100 mil pessoas foram internadas por causa do problema no Brasil. Quem é atendido com rapidez e consegue sobreviver deve adotar medidas para prevenir outra ocorrência, como mudanças na alimentação, especialmente durante a época de festas de fim de ano.

Carne do peru de Natal é a mais indicada para as festas de fim de ano


Nas ceias de Natal e de Réveillon, receitas de aves e de rabanadas são presenças quase obrigatórias na mesa dos brasileiros, mas algumas são ricas em gordura e sódio. Entretanto, não é preciso deixá-las de lado, mas sim, comê-las com cautela. “Digamos que os alimentos fritos, com molhos gordurosos e com excesso de sal, como farofas e temperos de aves, devem ser consumidos com moderação”, afirma a cardiologista Caroline Nagano.

Entre as aves tradicionais que costumam fazer parte das festas de fim de ano, a carne do peru é a mais indicada para manter uma alimentação adequada e leve para o período depois do infarto. O peru tem baixo percentual de gordura e é menos calórico que outras carnes, como a de pernil e de lombo. A especialista recomenda ainda o consumo da carne de peixe.

Paciente deve evitar grandes quantidades de carboidratos nas ceias


Outro conselho da profissional para as festividades é não petiscar: “Evitar as entradas, pães e amendoins e iniciar com o prato de salada e legumes, evitando maionese. Colocar pequenas porções de carboidratos e escolher apenas um único tipo em vez de vários. Se não for possível evitar a sobremesa, escolher uma, pegar em pequena quantidade e não repetir”. Cada rabanada, por exemplo, pode fornecer 155 calorias, além de ter
alto teor de carboidratos.

É importante destacar que as bebidas alcoólicas não devem fazer parte da ceia e das comemorações do paciente que sofreu um infarto. O álcool, seja vinho, cerveja ou champanhe, pode piorar a pressão arterial e deixar os batimentos cardíacos irregulares, atrapalhando a recuperação. Dra. Caroline recomenda ainda evitar esforço físico depois de uma refeição grande e repousar, caso se sinta cansado.

Dra. Caroline Nagano é cardiologista formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos e atua em São Paulo. CRM-SP: 145246

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
coracao
infarto
pressao-alta
sal
sangue

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Festas de fim de ano: quais alimentos devem ser evitados para quem teve infarto?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.