Comida japonesa: quem sofre com hipertensão deve evitar o molho shoyu?


  • +A
  • -A
Imagem do post Comida japonesa: quem sofre com hipertensão deve evitar o molho shoyu?

Quem gosta de comida japonesa conhece bastante o molho shoyu, aquele líquido pretinho que geralmente fica em pequenos recipientes e são muito utilizados para acompanhar temakis, sushis, hot rolls e shashimis. É muito bom, né? Só que a grande quantidade de sódio do molho shoyu pode ser perigosa para quem tem hipertensão.

Apesar de ser figura certa nas mesas e uma atrativa combinação, a recomendação é que pessoas que têm pressão alta evitem o molho shoyu, isso porque devemos levar em consideração a quantidade de sódio e produtos industrializados que já consumimos diariamente – também devemos tomar cuidado com os doces. “Para se ter uma ideia, uma colher de sopa de shoyu tradicional tem quase 35% da recomendação diária que precisamos”, alerta a nutricionista Débora Freire.

A explicação para o shoyu ter uma quantidade de sódio elevada vem dos grãos, que são preparados com fermentação de soja e salgados por salmoura. Hoje, o molho é utilizado como condimento para preparar refeições, mas se popularizou mesmo com as comidas orientais, como a japonesa e a chinesa.

Molho shoyu com responsabilidade

 

Não são apenas os hipertensos que devem ter atenção diante do shoyu. É preciso saber usar o condimento na hora de comer, não mergulhando, por exemplo, a comida no potinho com o molho. O ideal, segundo a nutricionista, é que as pessoas se acostumem com o sabor dos alimentos. “Há um grande benefício no consumo de comidas cruas, mas as pessoas colocam muito shoyu para disfarçar o sabor. Devemos colocar pouco, não usar em tudo e apreciar o alimento naturalmente”, diz Débora.

Vale destacar que o shoyu, que é derivado da soja, não pode ser considerado um vilão para todos, basta lembrar que ele vem da família do feijão e do grão de bico. “A soja é rica em proteína, tem ferro, cálcio e efeito no sistema nervoso. Também é antioxidante e pode ser recomendada para melhorar o sabor dos alimentos”, explica a especialista.

Teriyaki tem menos sódio que shoyu

 

Para os hipertensos, as melhores soluções para lidar com o shoyu é diluí-lo em água ou optar pela versão light, que tem 30% menos sódio e menos açúcar. Outras opções são experimentar o molho teriyaki, que é agridoce, e, apesar de sua composição ter muito açúcar, possui menos sódio (800mg x 500mg), e acompanhamentos como wasabi.

Dra. Débora Freire é nutricionista, mestranda em ciências farmacêuticas e especialista em Nutrição Clínica – CRN 10100185.

TAGS
alimentacao
cardiovascular
pressao-alta
sal

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Comida japonesa: quem sofre com hipertensão deve evitar o molho shoyu?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.