Lisina: como age essa substância, usada no tratamento e controle do herpes?

  • +A
  • -A

O tratamento do herpes depende muito que você mantenha hábitos saudáveis de vida, especialmente na alimentação, pois uma dieta de qualidade, rica em substâncias importantes, poderá ajudar a controlar o problema. A lisina é a principal dessas substâncias, contribuindo não apenas para o tratamento, mas também para a prevenção da doença.

A lisina é um aminoácido essencial que pode auxiliar no tratamento e, principalmente, na prevenção das crises de herpes. Ela inibe indiretamente a replicação do vírus HSV-1, causador do herpes labial. Isso acontece porque ela compete com a arginina, um aminoácido vital para a replicação desse vírus”, explica a dermatologista Karina Lopes.

Principais fontes de lisina


A maioria das pessoas consome
quantidades adequadas de lisina por meio da dieta, estando ela presente em altos níveis em alimentos como ovos, carnes, peixes, frangos, legumes, queijos e leite. “Além da dieta, você pode encontrar a lisina em alguns suplementos alimentares, e em medicamentos (cloridrato de lisina)”.

Outros fatores favorecem o surgimento do herpes, além de uma dieta que não contempla os alimentos já citados. Estresse, exposição excessiva ao sol e doenças associadas são alguns exemplos. Se você busca ter uma alimentação rica em lisina e outros nutrientes importantes, mas mesmo assim não consegue obter o suficiente no organismo, deve apostar em suplementos.  

Tratamento do herpes com lisina


“A principal indicação do tratamento medicamentoso com lisina é a profilaxia de lesões naqueles pacientes com herpes recidivante. Nesses casos, o medicamento em geral é administrado por períodos mais prolongados, respeitados os efeitos colaterais e as indicações, sempre com acompanhamento de um médico dermatologista. Com isso, pode auxiliar na redução da duração e frequência das crises, assim como na atenuação dos sintomas”.

Dra. Karina Lopes é médica formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), graduada em dermatologia pela  Universidade de São Paulo (USP) e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). CRM: 157665

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Karina Lopes

Dra. Karina Lopes

Dermatologia

CRM: 157665 / SP

TAGS
herpes
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Lisina: como age essa substância, usada no tratamento e controle do herpes?"

teresinha

BOM DIA , TENHO HERPES DESDE CRIANCA…MINHA MAE DIZIA Q ERA COBREIRO…VIVIA M BENZENDO KKK. E POSSIVEL MANDAR MANIPULAR LISINA? TENHO TB HERPES ZOSTER….A VIDA INTEIRA M INCOMODOU.??? TEM UMA DOSAGEM D LISINA MANIPULADA?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Teresinha, para iniciar o tratamento medicamentoso é de extrema importância que você busque ajuda de um profissional capacitado o dermatologista é o especialista mais indicado para que ele indique os medicamentos mais adequados para você. Até breve.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.