Herpes: Por que algumas pessoas tem várias crises e outras nunca manifestam a doença?


  • +A
  • -A

O vírus do herpes muitas vezes não se manifesta por meio das erupções (geralmente na boca ou nos genitais), permanecendo, portanto, em estado de latência. É estimado que uma grande parcela da população tenha este vírus, sendo que uma minoria apresenta as lesões. Algumas nunca chegam a sofrer com o problema. Essa diferença está relacionada à potência do vírus e à qualidade da imunidade de cada um.

 

Diagnóstico do vírus do herpes pode ser feito mesmo sem presença das lesões

 

“A doença está intimamente relacionada à potência do vírus e ao potencial de imunidade do organismo em combater ele. Com isso, uma pessoa com menor imunidade pode desencadear a doença com mais facilidade e ter vários episódios. Da mesma forma, um vírus com maior capacidade de replicação pode se manifestar mais vezes. Por isso, em algumas pessoas ele se manifesta várias vezes e em outras não”, explica a dermatologista Gabriella Albuquerque.

Quando os sintomas surgem, fica mais fácil de saber que você possui o vírus no organismo, mas também é possível descobrir isso mesmo que as lesões ainda não tenham aparecido. “Para saber se o vírus do herpes está no seu organismo, basta fazer um exame de sangue e solicitar a sorologia para herpes”, explica Dra. Gabriella.

 

Cuidados para controlar as crises do herpes

 

Como o vírus do herpes está muito ligado à imunidade, uma forma de evitar as crises e o desconforto das lesões é estar constantemente cuidando da saúde, no sentido de estimular as defesas do organismo. Portanto, hábitos rotineiros saudáveis, como manter uma alimentação balanceada, rica nos mais variados nutrientes, e praticar atividade física regularmente auxiliam na prevenção das crises.  

As crises provocadas pelo vírus do herpes também podem ser controladas com o uso de medicações específicas para este fim. Aquelas ricas em lisina ganham destaque, pois a substância potencializa a ação contra o vírus. “Está cientificamente comprovado que o uso de lisina diminui a recorrência do vírus do herpes”, afirma a dermatologista.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Gabriella Albuquerque

Dra. Gabriella Albuquerque

Dermatologia

CRM: 71503-4 / RJ

TAGS
herpes
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Herpes: Por que algumas pessoas tem várias crises e outras nunca manifestam a doença?"

Maria Aparecida Ferreira

Já tive por algumas vezes herpes labial. Agora estou com herpes zoster da. Muita dor abaixo das costelas e Ev seguida apareceu erupções avermelhadas. Estou medicada e em processo de recuperação. Estou tomando aciclovir e paço. Quanto tempo vou ficar com desconforto e dor na região?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Maria. para prevenir as crises do herpes, é cuidar bem da saúde, no intuito de manter a imunidade sempre alta. Dessa forma, o organismo estará sempre resistente contra o vírus, mantendo-o inativo. Manter uma alimentação balanceada, repleta de nutrientes importantes, e praticar atividade física regularmente são formas básicas de se ajudar nesse contexto. Com o tratamento adequado é possível amenizar os sintomas e controlar as crises, porém cada paciente possui sua particularidade e para você ter uma orientação mais ampla é importante conversar com seu médico. Desejamos sucesso no tratamento. Até a próxima.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.