Um paciente com herpes labial pode ter manifestações do herpes genital?


  • +A
  • -A

O herpes simples é uma infecção causada por dois tipos de vírus, o herpes tipo 1 (HSV-1) e herpes o tipo 2 (HSV-2). O problema provoca coceira e vermelhidão e causa o aparecimento de feridas e bolhas. Segundo o dermatologista Bruno Vargas, a diferença entre os dois tipos se restringe ao local: enquanto o tipo 1 é mais comum na região da boca, sendo chamado de herpes labial, o segundo é mais frequente nas genitálias e é chamado de herpes genital.

Falta de higiene das mãos ajuda a espalhar vírus do herpes


No entanto, esta frequência maior não é regra, já que a
infecção labial pode se manifestar também na região genital e vice-versa. “Os diferentes tipos do vírus podem se manifestar nos mesmos locais. As lesões podem se espalhar para outras partes do próprio corpo. O vírus tipo 1 é muito mais comum na região oral, mas, eventualmente, pode se desenvolver na região íntima”, afirma o médico.  

Muitos desses casos resultam da falta de cuidados com a higiene pessoal. “Caso a pessoa com herpes labial manipule as feridas e não lave bem as mãos, a virose pode ser transmitida para os olhos e as partes genitais (desenvolvendo herpes ocular e herpes genital, respectivamente). O mesmo pode ocorrer caso ela manipule as lesões do tipo 2 na parte genital e levar a mão à boca, desenvolvendo lesões de herpes tipo 2 na região da boca”, explica Dr. Bruno.

Sexo com camisinha evita transmissão de herpes


Quem está com herpes deve redobrar os cuidados com a higiene, mantendo as mãos sempre limpas com água e sabão, além de
realizar o tratamento adequadamente. Como a transmissão acontece pelo contato direto com a pele e as mucosas de alguém infectado, quem não tem a infecção deve também evitar o contato com pessoas com herpes no local das lesões.

A prevenção também é feita evitando o contato íntimo, como beijo e sexo, com pessoas que apresentam lesões: “O risco de contágio é alto. Um contato direto das mucosas infectadas, seja oral ou genital, com os lábios e as partes genitais de um parceiro não infectado, provavelmente vai resultar na contaminação”. Na hora da relação sexual, é imprescindível o uso do preservativo, inclusive no sexo oral.

Dr. Bruno Vargas Aniceto é dermatologista, graduado em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). CRM-MG 38959 – www.clinicabrunovargas.com.br

Foto: Shutterstock

TAGS
herpes
herpes-genital
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Um paciente com herpes labial pode ter manifestações do herpes genital?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.