O herpes genital pode favorecer o desenvolvimento de outras doenças infecciosas?

  • +A
  • -A

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o herpes simples é uma doença infecciosa causada por dois tipos de vírus: o HSV-1 e 2. Estima-se que praticamente 90% da população tenha o vírus alojado no corpo em estado de latência, sem gerar os sintomas. Mas, ao ser estimulado por brechas na imunidade, ele se manifesta na forma de feridas nos lábios e nas regiões genitais. Neste último caso, a infecção recebe o nome de herpes genital.

Herpes genital pode aumentar o índice de contaminação pelo vírus HIV


O tipo 1 da doença é associado às lesões que aparecem na boca e nas áreas adjacentes, enquanto o tipo 2 é marcado pelo aparecimento das vesículas na
vulva, pênis, ânus, nádegas e virilha. A dermatologista Giselle Sanches alerta para o fato de que as feridas na pele podem favorecer o desenvolvimento de outras doenças, sobretudo nos casos de herpes tipo 2.

“É comprovado cientificamente que pacientes que têm herpes genitais podem desenvolver co-infecções sexualmente transmissíveis. Inclusive, o índice de contaminação do HIV é maior em pacientes portadores de herpes do que em portadores que tem a pele íntegra. Isso acontece porque você aumenta a chance de outros vírus e infecções penetrarem na região genital”, explica a médica.

Alimentos ricos em lisina podem ajudar no tratamento


O herpes genital pode causar febre, ardor e incômodo ao urinar. O tratamento, em geral, envolve o uso de antivirais para diminuir esses sintomas e impedir a evolução do vírus. “Além dos medicamentos indicados pelo médico,
manter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes, ingerir bastante água e hidratar o local podem ajudar a amenizar as sensações de rachaduras, por exemplo”, recomenda Dra Giselle.

Alguns alimentos, especialmente os que são ricos no aminoácido lisina, como soja, abacate, ervilha, ovos e leite, são recomendados para reduzir o desconforto e contribuir para o tratamento. Eles auxiliam na recuperação das lesões porque a lisina participa do processo de produção de anticorpos e também ajuda na reparação dos tecidos afetados. Mesmo assim, o acompanhamento com um médico não deve ser descartado, sendo fundamental para o controle da doença.

Dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD): https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/herpes/68/

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Giselle Sanches

Dra. Giselle Sanches

Dermatologia

CRM: 117116​ / SP

TAGS
herpes
herpes-genital
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

6 comentários para "O herpes genital pode favorecer o desenvolvimento de outras doenças infecciosas?"

Paula

Bom dia,Já sofro com a herpes por 11 anos, no começo ela apareceu no meu cóccix, um bolinha que me causou mal estar e febre baixa, porém com o passar dos anos ela foi se tornando constante, e me causando mais incomodo, vez por outra aparece nos pequenos lábios uma bolinha também. Por varias vezes procurei infectologista que me receitava sempre Aciclovir, começou de 200mg e foi passando para 400mg, cada vez mais alta e forte a dosagem. Fazia o tratamento e com poucos dias voltava tudo de novo, e era mesma coisa ia em consulta fazia toda a bateria de exame, só acusava herpes tipo II, recorrente. Por ultimo fui numa infectologista que me aconselhou a não tomar mais Aciclovir, e me passou Resist (Lisina 500mg) estou terminando o tratamento de 3 meses e hoje estou com uma crise forte, por esses três meses de tratamento tive por volta de quatro crises. Por está tomando o Lisina, as bolhas não eclodem, mas a sensação de moleza, desconforto, e sensibilidade nas pernas e braços são terríveis. Não tenho mais a quem recorrer. Não sei se vocês poderiam me ajudar. Mas aguardo um retorno.Paula Maria.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Paula. Enviamos um e-mail para obtermos mais informações sobre o seu relato. Abraços!

fabio abrantes vieira

gostaria de saber quais os comentarios e sugestoes a respeito do caso da Paula pois sindo os mesmos sintomas dela ja tomo aciclovir e lisina mas continuo com a sensaçao de moleza e muita dor na virilia e perna ja que no meu caso o herpes ataca sempre na nadega do lado esquerdo.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Fabio. Enviamos um e-mail para obtermos mais informações sobre a situação. Até breve.

Jani

Eu tenho herpes desde os 11 anos 9 anos de idade,era criança quando saiu nos lábios saíram várias bolonhas na boca, hoje eu tenho 43 anos e,agora de um ano pra cá comecou a sair na genital,as crises sao de 5 ou 6 meses, não faço tratamento, so tomo o aciclovir quando estou com os sintomas e uso a pomada aciclovir,quero saber que medicamentos é melhor?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Jani. Enviamos um e-mail para ter mais detalhes de seu relato. Até breve.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.