Esteatose hepática: essa doença tem sintomas? Saiba mais sobre a gordura no fígado!

  • +A
  • -A

A esteatose hepática, mais conhecida como “fígado gorduroso” ou “gordura no fígado”, é o acúmulo excessivo de gotículas de gordura no interior das células deste órgão. O problema pode surgir pelo efeito de medicamentos e pela influência de doenças como a hepatite. Porém, na grande maioria dos casos, a causa está no consumo de álcool e em doenças metabólicas (obesidade, diabetes ou resistência insulínica, aumento de colesterol e triglicérides e hipertensão). 

Principais características da esteatose hepática


“Algumas doenças do fígado levam à esteatose por distúrbios genéticos na produção e eliminação de gordura. O álcool e alguns medicamentos causam esteatose por vários mecanismos bioquímicos, enquanto a síndrome metabólica altera, entre outras coisas, as informações entre os órgãos, promovendo o acúmulo progressivo de gorduras. Até mesmo desnutrição severa ou dietas com jejum prolongado podem levar à esteatose, pois o organismo faz o máximo que pode para preservar o pouco de energia que tem”, explica o gastroenterologista Stéfano Gonçalves Jorge. O sobrepeso é outra causa comum

Segundo o especialista, se a esteatose não for tratada pode avançar para uma inflamação, formação de cicatrizes no fígado, cirrose e todas as suas complicações, incluindo câncer. “O problema da esteatose em si é que a gordura em excesso pode causar inflamação no fígado (o que chamamos de esteato hepatite). Não sabemos ainda o que desencadeia essa inflamação ou porque algumas pessoas têm e outras não”, afirma o médico.

Na fase inicial do quadro, geralmente não há sintomas. Contudo, metade das pessoas pode notar desconforto no fígado, fraqueza e fadiga, de acordo com o Dr. Stéfano. “Na fase de cirrose, podem surgir acúmulo de água no abdome (ascite), inchaço nas pernas, hemorragia por varizes no esôfago, confusão mental e sonolência (encefalopatia hepática) e até mesmo câncer”, acrescenta o profissional.

Acúmulo de gordura faz parte das funções do fígado


Apesar de todas essas complicações, é importante destacar que o acúmulo de gordura faz parte das funções do fígado. “Quando se ingere calorias em excesso, as células do fígado estocam o que podem em forma de glicogênio para uso rápido e para manter a energia entre as refeições. Ou em gorduras, que servem para manter o organismo em caso de jejum prolongado ou períodos de falta de alimentos”, explica o gastroenterologista.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Stéfano Gonçalves Jorge

Dr. Stéfano Gonçalves Jorge

Gastroenterologia

CRM: 88173 / SP

TAGS
esteatose-hepatica

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Esteatose hepática: essa doença tem sintomas? Saiba mais sobre a gordura no fígado!"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.