Existem semelhanças entre a esquizofrenia e o transtorno bipolar?


  • +A
  • -A

A conscientização sobre a importância de debater os distúrbios mentais é cada vez maior e contribui para que a população conheça mais essas doenças e, assim, diminua o seu preconceito. Muitas pessoas, por exemplo, já ouviram falar na esquizofrenia e no transtorno bipolar, mas não sabem que, apesar de serem problemas diferentes, eles podem apresentar algumas semelhanças entre si.

De acordo com o psiquiatra Marcelo Calcagno Reinhardt, ambos os distúrbios são crônicos e podem limitar bastante os doentes. “Nos casos graves, em especial em pacientes na fase eufórica do tipo mais grave do transtorno bipolar e na esquizofrenia paranoide, alguns sintomas podem ser semelhantes, como grandiosidade, delírios, alucinações e agitação psicomotora”, explica o médico.

 

Esquizofrenia e transtorno bipolar têm alguns sintomas parecidos

 

Nestes casos, as doenças podem ser confundidas. Caberá a um especialista a tarefa de fazer o diagnóstico corretamente, analisando a história do paciente com atenção, falando com os familiares e procurando por sintomas que estejam característicos de apenas um dos distúrbios, principalmente as alterações de humor típicas do transtorno bipolar.

Além dos sintomas já citados, a esquizofrenia também pode deixar o pensamento desorganizado e tornar o paciente mais isolado, falando pouco e quase não se expressando emocionalmente. Já o transtorno bipolar é constituído de fases, com sintomas que vão desde pouco sono, fala excessiva, distração e hiperatividade até tristeza, baixa autoestima, cansaço e alterações no peso.

 

Pacientes podem ter esquizofrenia e transtorno bipolar ao mesmo tempo

 

Existem, no entanto, pessoas que podem ter tanto a esquizofrenia quanto o transtorno bipolar. O tratamento desse quadro, chamado de transtorno esquizoafetivo, também é feito com terapia e medicamentos e requer a ajuda dos familiares. “A família precisa estar envolvida, participar das consultas, auxiliar com informações precisas, ajudar no tratamento, tanto medicamentoso quanto psicoterápico, na inserção social e, sobretudo, aprendendo a lidar com os transtornos e e com seus preconceitos”, afirma o psiquiatra.

 

Dr. Marcelo Calcagno Reinhardt é psiquiatra e formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). CRM-SC: 10573

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
esquizofrenia
psicologico
transtorno-bipolar

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Existem semelhanças entre a esquizofrenia e o transtorno bipolar?"

Nazareth

Meu filho sofre do cid F20 e F19, a familia dele é so eu para ajuda-lo. Mas ele nao tem morbidade para se concientizar dessas doenças e nao tem um querer dentro dele para se tratar corretamente. Atualmente toma palperidona(invega sustena) ingetavel 1 vez ao mes. Nao toma regularmente nenhuma medicaçao oral. Alem de oramais,alguem tem mais alguma sugestao de como fazer ele se concientizar do tratamento necessario?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Nazareth, de acordo com o Dr. Leonardo Fabrício Gomes o uso adequado de medicamentos deve ser primordial no tratamento, pois só assim pode-se evitar a ocorrência dos surtos e os danos secundários a ele. Não é raro que os pacientes, durante os períodos em que estão estáveis, decidam interromper o uso da medicação, aumentando o risco de agudização do quadro. Procure ajuda de um psiquiatra para que o tratamento seja continuo amenizando assim os sintomas da doença trazendo uma melhora na qualidade do paciente. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.