Manter medicação é fundamental: recaídas dificultam o seu tratamento


  • +A
  • -A
Imagem do post Manter medicação é fundamental: recaídas dificultam o seu tratamento

O sucesso do tratamento de um transtorno psiquiátrico requer uma avaliação complexa da gravidade do caso, do lado do médico, e certo rigor para cumprir as medidas prescritas pelo profissional, da sua parte. A falta de dedicação e de atenção podem facilitar recaídas, que atrapalham a realização do tratamento e, consequentemente, o controle da sua doença.

Recaídas podem agravar doença mental


“As recaídas dificultam bastante o tratamento, principalmente em transtornos em que a recaída está relacionada ao aumento da gravidade da doença”, afirma o psiquiatra Alexandre Proença. Além disso, com a recaída, pode ser necessário internar o paciente, o que certamente interfere na sua
relação com o médico e com os familiares.

De acordo com o especialista, vários fatores facilitam uma recaída. Entre eles, está a coexistência de outros transtornos mentais em um mesmo paciente, casos chamados de comorbidades e que são mais difíceis de controlar. Você deve ainda se manter longe do consumo de bebidas alcoólicas, cigarros e drogas ilícitas, como a maconha.

Não usar a medicação corretamente facilita recaídas


No entanto, o fator que mais favorece as recaídas no seu tratamento psiquiátrico é o uso irregular dos medicamentos ou interromper o uso. “Além de colocar em risco a vida do paciente, não usar a medicação adequadamente coloca em risco a vida de terceiros, principalmente, em casos que apresentam
sintomas de impulsividade e agressividade“, alerta Proença.

A solução, assim como a prevenção das recaídas, é conhecer o tratamento proposto pelo médico e entender porque ele é necessário na sua vida. As doenças psiquiátricas podem ser tratadas com medicações que devem ser tomadas nas doses certas, mas também com terapias, que complementam a ação dos remédios. Além disso, todos os pacientes podem se beneficiar de um estilo de vida mais saudável, com prática de exercícios e sem estresse.

Dr. Alexandre Proença é psiquiatra, membro da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) atende em Niterói e São Gonçalo (RJ). CRM-RJ: 52905674 – www.alexandreproenca.com.br

Foto: Shutterstock

TAGS
depressao
esquizofrenia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

8 comentários para "Manter medicação é fundamental: recaídas dificultam o seu tratamento"

maria cristina santos silva

Meu esposo interrompeu por conta própria a medicação que tomava para esquizofrenia. Ele pode voltar a mesma medicação que tomava antes ? Pois ele entrou na crise depois de quase 1 anos após a parada dos medicamentos.

Cuidados Pela Vida

Oi Maria Cristina, não é indicado interromper o tratamento sem autorização do médico. O ideal é que ele faça acompanhamento periódico com o médico que o prescreveu. Abraços.

Emiliano

Já faço tratamento desde 2014 e não melhoro já fiz uso de um monte de medicação estou afastado da empresa e tenho alucinações,irritabilidade,não dormio bem tenho muito medo só fico em cada não tenho vontade de nada ,não saio do quarto e só saio para ir no médico ,psicóloga e fazer perícia como posso fazer para melhorar.

Cuidados Pela Vida

Oi Emiliano, é um caminho difícil, mas é importante que você continue buscando auxílio médico para enfrentar as crises. A esquizofrenia não impede o convívio social, bem como a realização das atividades cotidianas. Temos em nosso site o depoimento de um paciente que convive com a doença: http://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/esquizofrenia/mineiro-enfrenta-esquizofrenia
Abraços.

marcelo

Gostaria de saber se COACH pode ajudar em casos de esquizofrenia em que o paciente tem apenas sintomas negativos? Entendo que alguma técnica de investigação de áreas do cérebro talvez possam identificar as dificuldades cognitivas que o paciente apresenta , sugerindo caminhos para uma melhor coordenação das ideias.

Cuidados Pela Vida

Oi Marcelo, o ideal é verificar com o médico qual o tratamento indicado para o paciente. Abraços.

gracylene Tomaz

Gostaria de saber se a pessoa com dengue,tem que parar com a medicação psiquiátrica?

Cuidados Pela Vida

Oi Gracylene, o paciente não deve interromper o tratamento sem autorização do médico. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.