Quem tem esquizofrenia pode ter dificuldade para namorar?


  • +A
  • -A
Imagem do post Quem tem esquizofrenia pode ter dificuldade para namorar?

Em geral, relações amorosas costumam ser complicadas pelo simples fato de envolverem pessoas diferentes, com pensamentos e gostos muitas vezes conflitantes. Quando em um vínculo afetivo deste tipo está envolvido um elemento como a esquizofrenia, a tendência é que a complicação seja ainda maior. Afinal, o transtorno distorce o julgamento do paciente sobre o que é real.

“A esquizofrenia é um transtorno grave cujos sintomas dificultam todos os tipos de relacionamento interpessoal, incluindo relações amorosas. Isto pode acontecer tanto pelos sintomas chamados positivos (delírios, alucinações, desorganização do comportamento) quanto por aqueles chamados negativos (embotamento afetivo, apatia, falta de vontade de fazer as coisas, pobreza de discurso)”, explica a psiquiatra Erika Mendonça.

Dificuldades na associação entre relação amorosa e esquizofrenia


Além de dificultarem um romance envolvendo um esquizofrênico, esses sintomas (especialmente a dificuldade de interação social, que é um sinal clássico do transtorno) fazem com que ele mesmo não tenha interesse e vontade de cultivar esse tipo de laço. Inclusive,
alguns remédios para tratar a esquizofrenia diminuem o desejo sexual tanto em homens quanto em mulheres.

Há ainda outros complicadores, como o risco de aproximações que visam se aproveitar da condição do paciente por interesse e o preconceito com quem possui esquizofrenia. “Vale a pena ressaltar que os portadores de esquizofrenia são frequentemente vítimas de discriminação, pois acredita-se que sejam pessoas violentas, o que não é verdade”.

Tratamento bem feito pode permitir relação amorosa envolvendo esquizofrênico


Mesmo assim, a médica afirma que existe uma pequena possibilidade de uma pessoa com esquizofrenia se envolver em um relacionamento amoroso. Para isso, é preciso que os sintomas sejam amenizados significativamente pelo tratamento. “
O tratamento pode reduzir bastante os sintomas, melhorando o relacionamento interpessoal e possibilitando uma relação amorosa”.

Dra. Erika Mendonça de Morais é psiquiatra formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e atua em São Paulo. CRM-SP: 124933

Foto: Shutterstock

TAGS
esquizofrenia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

17 comentários para "Quem tem esquizofrenia pode ter dificuldade para namorar?"

Ivanildes

Meu filho tem todos os sintomas da esquizofrenia,mais também faz uso da maconha,mais bem antes de usar maconha ele já apresentava os sintomas,já ficou internado algumas vezes quando estava em crise depois da alta é encaminhado ao caps mais logo desiste do tratamento que continua em aberto,ele é agressivo comigo quebra as coisas de casa,eu nem conto as vezes que já passei noites em claro devido o problema dele,eu já não sei mais como lidar com essa situação,ele é meu filho único muito triste preciso de ajuda..

Cuidados Pela Vida

Olá Ivanildes, sentimos muito pela situação. Você precisa ser forte e tentar propor o tratamento ao seu filho. Nós temos uma matéria que fala sobre a relação da maconha com a esquizofrenia: http://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/esquizofrenia/por-que-maconha-esquizofrenia

Abraços

Maria aparecida da Silva

Como ajudar ajuda meu filho ele apresenta todos os sintomas de esquisofrenia

Sonaly dos santos pontes

Fui diagnósticada com esquizofrenia paranoide. Faço uso de uni haloper faz um ano, não tenho mais surtos devo parar de me medicar.

faby

tenho uma filha hoje ela esta com 16 anos,dez do 9 anos de idade ela ja demostrava manias e alucinação,meu medo de buscar ajudar foi de saber as resposta,ja deu entrada no caps 3 vezes e depois de muito tempo foi que consegui marcar um psiquiatra pra ela pelo sus ja perdi ate empregos pra cuidar dela, se uma pessoa olhar pra ela pensa que ela não tem nada só percebe quem convivi, to sem saber o que fazer tudo que eu leio sobre esquizofrenia não tenho mais duvida, peço muita foça a DEUS pra que ele mim ajude pra eu cuidar dela.

Jozeane

Tenho uma filha com 21anos. Ela tem esquizofrenia. Mas graças aDeus com o tratamento ela tá bem. É mto difícil, mas peço mta força a Deus p cuidar dela, e ele tem me dado.

Cuidados Pela Vida

Oi Jozeane, obrigada por compartilhar sua história conosco! Desejamos que tudo dê certo no tratamento de sua filha. Abraços.

Talita

Eu conheci um rapaz a um mês na rede social, não conheci ele pessoalmente ainda,mais notei qui pela voz ele demostrava extresse e fala arrastando,ele me contou uma história qui a mãe tinha sido esfaqueada qui ele sofria abusos,qui PORISSO fazia uso de quatro medicamentos,de pois eu passei a estudar o caso dele ,e notei qui ele é escrezofenico mais eu gosto dele,e tentei fazer ele ter confiança em mim,ele passou a ter,e me contou qui já teve crises de surto com dezoito anos,foi internado duas vezes,e qui hj faz tratamento desde 2010,qui não está tendo surto,qui mora sozinho,faz tudo só,qui o único problemas qui ele tem,e qui não consegui si relacionar com ninguém,e por isso a médica receitou recentemente um clonazepam,ele não quer usar,e quando discutimos sobre isso,ele bloqueou eu durante uma semana de todos apps,era ele extressa ele fez isso duas vezes,eu insisti pra não para com o clonazepam ele quer para,ele não sabia qui ele é escrezofenico,eu qui falei ele ficou invergonhado,e disse si eu quisesse terminar com ele ok,qui ele estava envergonhado de namorar eu,eu conversei muito com ele,disse qui não iria DESISTi dele é qui na vida real eu iria tentar ajudar ele,ele faZ tratamento a oito anos,mora sozinho a dez anos,e mora sozinho,vive uma vida quase independente,só não consegui ter calma as vezes quando é contrariado,e qui si é contrariado ou fica triste si enzola e chora muito,aí a mãe vai ver ele,ou ele vai ver ela,ele faz exercícios,gosta de ir a igreja fala muito bem sobre tudo dá bíblia,é muito carinhoso romantico prestativo dedicado e as vezes COMPREENSIVEL quando sou brava com ele,o sonho dele é si casar porq seu maior medo e a solidão,o qui faço eu paro ,de falar com ele,ou posso dar continuidade

Cuidados Pela Vida

Oi Talita, essa é uma escolha sua, não podemos interferir em sua vida pessoal. Abraços.

Helena

Meu namorado é esquisofrênico , estava tonando remédio a 10anos. Ele é uma pessoa muito querida, mas se afasta das pessoas que gostam dele por causa desse problema. . Eu sou religiosa e pra mim esse problema era coisa do Diabo . Conversamos e ele passou a ser crente também . Desde então decidiu parar de tomar os remédio que deixava ele fraco, sem ânimo e acreditar na cura através de Deus. Passou 4 mês sem tomar os remédio e parecia uma pessoa normal. E derrepente teve um surto e está muito mal . Pedi pra ele tomar o remédio de antes, ir ao médico mas ele não quer. Ele está na casa da mãe dele , mas quer vim pra minha casa, só que como ele está perturbado achando que eu estou traindo ele enfim . Eu estou preocupada que ele possa me agredir qualquer momento. Tenho orado muito mas nada resolve. E agora que eu faço ?

Cuidados Pela Vida

Oi Helena, não é indicado que o paciente interrompa o tratamento sem autorização do médico. O ideal é que ele retome e faça um acompanhamento periódico com o médico que o prescreveu. Segue para você o link de uma de nossas matérias que fala sobre a importância da adesão ao tratamento: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/esquizofrenia/manter-medicacao-recaidas-tratamento
Abraços.

Georgete Azevedo

Tenho 65 anos e descobri esta semana que sou filha de uma mãe esquizofrênica,ela hoje tem 86 anos e está com demência.So eu sei o que sofri a minha vida toda porque fui filha indesejada.Gostaria de saber se ela foi mãe narcisista,tóxica por ser esquizofrênica ou uma é consequência da outra?

Cristina vilela

Eu tenho um relacionamento com um esquizofrênico,mais ele parou de tomar o remedio,e agora ele na mesma hora que esta bem comigo e para de falar comigo,depois de alguns dias ele me liga falando que me ama,mas eu acho que isto acontece tb porque uma irmã dele coloca muito pressão sobre ele contra o nosso relacionamento,esta atitude dele é normal na pessoa com esta doença?me de mais informações obrigado

Sonia

Depois que sofri um afrontamento pscológico no meu trabalho,perdi a vontade de tudo…estou fazendo acompanhamento com um psiquiatra de renome dr. Ernane,sinto muita dor de cabeça e não consigo dormir se não tomar o remédio que ele me passou.Adquirir Sindrome de Bornout,não posso lembrar da pessoa que fico mau de saúde…Estou de atestado enquanto aguardo na justiça o desenrolar do caso.Enquanto isso só durmo.Sino bem só no meu quarto com meu travesseiro e com minha caminha.Será que isso é depressão?

MARI

Tenho um parente próximo com diagnóstico de esquizofrenia, hoje ele tem consciência que não pode parar de tomar, a medicação, está fazendo faculdade, mas ainda não consegue acordar pela manhã e manter uma vida produtiva, ele fica muito bem à tarde e a noite. Será que essa sonolência tem haver com a medicação? ou uma terapia pode ajuda-lo a se ajustar?

Cuidados Pela Vida

Oi Mari, o ideal é ele relatar esses sintomas para o médico que prescreveu o tratamento, assim ele poderá ajudá-lo. Abraços.

Denise

Estou namorando há cinco mese um cara de 27 anos e percebo claramente sinais de esquizofrenia , não sei se ele sabe não conversamos a respeitoOutro dia me disse por telefone que tem uma coisa para me contar que só ele é a mãe sabemMoramos há 400km de distância Amo eleEle diz me amarÀs vezes quer ficar isoladoMas nunca me tratou malFaz muitas brincadeiras sobre isso mas não me trata malÀs vezes parece distanteAgora exclui o WhatsApp e telefone desligado disse que precisava de um tempo sozinhoFicamos de nos ver daqui 3 diasEstou ansiosa pois nos falamos diariamente Isso de ficar sem querer falar já aconteceu outras 2 vezesMas dessa vez agora ele falou de boa comigo dizendo que só queria dar um tempo das pessoas O que faço?Estou muito inseguraTenho dúvidasMas após perceberem que poderia ser a doença tudo fica mais claro para mim e entendi melhor algumas das atitudes que não entendiaObrigada!!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.