O paciente em crise de esquizofrenia pode perder totalmente a noção da realidade?

  • +A
  • -A

A esquizofrenia é um transtorno psiquiátrico que deve ser diagnosticado precocemente e tratado de forma adequada. Quando isso não acontece, o paciente fica mais sujeito às crises da doença, capazes de provocar desorganização mental, delírios e alucinações e que podem ainda fazer a pessoa afetada pelo distúrbio perder totalmente a noção da realidade.

Crise de esquizofrenia causa delírios, alucinações e mudanças no pensamento


“Um paciente esquizofrênico em crise, ou seja, em surto psicótico, pode apresentar alterações do pensamento, como delírios, percepções distorcidas da realidade, alucinações e alterações da identificação de si próprio como pessoa, corpo e identidade”, caracteriza o psiquiatra Alexandre Proença.

De acordo com o médico, a crise de esquizofrenia é um período em que ocorre uma reagudização da psicose. O paciente pode adotar um comportamento agitado, hostil e até agressivo, representando um risco para sua própria vida e para outras pessoas. Durante um surto, frequentemente, os esquizofrênicos acreditam que estão sendo perseguidos e ameaçados por pessoas ou seres que não existem.

Manter a calma é importante durante surto de esquizofrenia


Devido à perda da noção de realidade, é importante que amigos, familiares e pessoas que estiverem próximas não confrontem o paciente. O nível das alterações provocadas pela doença fará com que o esquizofrênico acredite veementemente em seus delírios e alucinações.
O melhor a fazer nessas horas é manter a calma, tentar tranquilizá-lo e procurar o atendimento médico rapidamente.

“A principal forma de evitar as crises é o tratamento adequado e a aderência ao tratamento farmacológico. A grande maioria das crises é causada pelo não uso ou até mesmo pelo uso inadequado da medicação”, afirma Dr. Proença. O tratamento da esquizofrenia é feito com terapias, como a psicoterapia, e uso de medicamentos antipsicóticos prescritos pelo psiquiatra.

Dr. Alexandre Proença é psiquiatra, membro da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) atende em Niterói e São Gonçalo (RJ). CRM-RJ: 52905674 – www.alexandreproenca.com.br

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Alexandre Proença

Dr. Alexandre Proença

Psiquiatria

CRM: 52905674 / RJ

TAGS
esquizofrenia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

14 comentários para "O paciente em crise de esquizofrenia pode perder totalmente a noção da realidade?"

EDILENE Aparecida losqui pereira

Minha mãe tem a 39 anos, mais ja foi tratado como depressão pós-parto ,transtorno e hoje esgresofenia mais nunca vi uma pessoa tão dócil tem lá seus dias de delírios de perseguição e é super ativa não para um só minuto que Deus conserve ela assim.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Edilene, para evitar as recaídas, ou seja, a ocorrência de novos surtos, é crucial que os familiares e cuidadores estejam atentos ao comportamento do paciente. Caso ele volte a apresentar os sintomas clássicos da doença (isolamento, discursos desconexo, movimentos estranhos, etc.), deve-se voltar imediatamente ao médico para buscar novas abordagens para o tratamento. Confira mais informações sobre a doença em outra matéria clicando no link abaixo. Até logo.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/esquizofrenia/esquizofrenia-engatilhar-novas-crises

Dayene

Eu sinto todos esses sintomas e no momento estou passando por crise psicotica, meu caso ta sendo tratado como depressão mais eu sei q n è só depressão porq tenho crises e alucinações, tentei contra minha vida pela sesta vez, por não saber distinguir realidade com alucinações mais ninguém me entende…

Nair

Meu esposo ta suspeita ele pensa super herói aí não tem medo perigo se machuca quebra td em casa q eu faço

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Nair. A esquizofrenia é um transtorno complexo, que exige do paciente e de seus familiares engajamento total com o tratamento, pois apenas seguindo todos os cuidados necessários será possível controlar os sintomas adequadamente. A psicoterapia, tanto individual quanto familiar, é benéfica nos casos da esquizofrenia, sempre em combinação com o tratamento medicamentoso. Desejamos sucesso no tratamento do seu esposo!

Nathalia Alberton

Minha tia tem esquizofrenia. A doença toda começou quando ela morava no Rio de Janeiro e falava que estava sendo perseguida e monitorada. Minha mãe levou ela para morar conosco em Minas Gerais (5 anos atrás). Até aí ela ia no psiquiatra e tomava todos os remédios aconselhados. Depois nos mudamos para o Rio Grande do Sul. Quando começamos a morar aqui estava tudo um sonho, ela nem tocava mais no assunto de perseguição. Acontece que no mês passado ela fez uma visita ao Rio, o local de sua crise. Ela ficou totalmente pirada e compramos passagens de urgência para ela voltar para o Sul. Mesmo ela voltando ela está em uma crise terrível. Dobramos os remédios por onde do psiquiatra, porém mesmo assim ela continua criando mais, e mais idéias em sua cabeça. Não importa quem fale, ela continua com as idéias. Estamos em DESESPERO!!!! Desculpe o texto longo, porém não sabemos mais o que fazemos para acalmá-la. O que devemos fazer??????

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Nathalia. O paciente com esquizofrenia pode ter recaídas e elas ocorrem ás vezes por não seguir o tratamento de forma correta ou até mesmo com o tratamento sendo realizado conforme prescrito. Por isso, é muito importante que essas recaídas sejam relatadas ao médico, para que seja verificado uma nova forma de intervenção no caso dela, pois dependendo das crises o paciente pode chegar ao nível máximo de gravidade e isso pode trazer riscos ao paciente ou á família. Torcemos pela melhora de sua tia!

Márcia luciana Alves de Deus

Eu não aguento tanta ilusões do ex namorado. Já pulou muro.vai inventando tanta coisa. A minha irmã era tão esforçada trabalhadeira.

Rose Gomes

Meu sobrinho é adotado, tem 9 anos, perdeu o pai meu cunhado com câncer, perda família paterna os deixou de lado.Começou ter crises, fala escuta vosez e vê coisas, ontem infelizmente pegou uma faca e ia fazer algo contra vida dele, mas minha irmã conseguiu tirar a faca machucou a mão.Ele estava fazendo tratamento homeopatia, mas sempre falei minha irmã precisava algo mas forte medicação.Muito agitado sempre, alucinações, agressivo.Ela hoje disse ia mudar a linha de tratamento com fármaco.Um grande abraço, eu li e acho pode ser esquizofrenia.

Francislene

Estou me relacionando com uma pessoa que tem esse problema de esquizofrenia quero tanto ajuda-lo ele estar desempregado e nao ganha nem um auxílio do governo. Ele tem direito por favor me ajudem

Jessica

Estou com suspeita de esquizofrenia , oqueeu faço no momento agora ?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Jessica. Diante da suspeita, a principal atitude a ser tomada é consultar um médico psiquiatra para avaliar o quadro. Após o diagnóstico, o especialista poderá indicar o uso de medicamentos antipsicóticos, bastante utilizados em casos de esquizofrenia, e medidas não farmacológicas, como terapias. Até breve!

Fernando Mesquita

Dr. Bom dia.A minha filha tem alucinações sentimento de perseguição. Quando ouve os vizinhos mais próximos falarem ela se agita quer agredilos, então até rejeitando-a e querendo até que ela se afaste. Sei que tudo é involuntário. Ela não tem uma atividade, e quando falamos nisso, nossa, tido vira um auê que o dr. Pelo que estudou já sabe. Ela se trata pelo SUS, porém gostaria de colocá-la numa clínica particular para ela fazer atividades, ter psicólogo mais perto…Essas coisas todas que possa ocupa-la com as atividades. O que acha. Me ajuda? Paciente Fernanda, 32 anos. Pais Lordes e Fernando. Telefone 21 995249988

JAVE Gomes Souza

Eu tomo medicamentos para me tratar mais acho que um dia eles não terão mais efeito e eu vou ficar louco

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.