Esquizofrenia na família: o que fazer quando um familiar entra em crise?


  • +A
  • -A
Imagem do post Esquizofrenia na família: o que fazer quando um familiar entra em crise?

A esquizofrenia é uma doença psiquiátrica em que o paciente acometido sofre para distinguir o que faz parte da realidade e o que não é. Um indivíduo esquizofrênico pode ouvir vozes e ver coisas que não existem, além de achar que está sendo perseguido, ter o pensamento desorganizado e diminuição de suas vontades.

Tratamento é imprescindível

O distúrbio requer tratamento e apoio familiar, principalmente porque as crises podem colocar a vida em risco. “O paciente com esquizofrenia em crise sofre a mais devastadora perseguição. Ele não tem nenhuma defesa aos ataques que sofre de sua mente. Deve-se entender isso e não usar força desproporcional para contê-lo e nunca discutir”, recomenda o psiquiatra Jorge Henna.

Diante de uma crise, os familiares devem sempre pedir ajuda a um profissional de urgência e, quando não for possível, pedir auxílio de amigos e vizinhos. O paciente, muitas vezes, não entende e não percebe a gravidade do que está fazendo. “Certamente, as ações intempestivas de outros serão interpretadas como uma aliança com o perseguidor”, afirma o profissional.

Suporte familiar ajuda a evitar crises

É fundamental que a família acompanhe o indivíduo ao tratamento e o apoie ao longo do processo para evitar a ocorrência de novas crises. Segundo Henna, quando há uma relação de confiança, os médicos são os primeiros a saber das alterações mentais, antes mesmo do surgimento de sintomas graves.

“As crises ocorrem, em sua maioria, nos pacientes que não aderem ao tratamento e que recaem cerca de 10 a 15 dias após cessarem o uso de medicamentos”, alerta o psiquiatra. O tratamento não deve ser abandonado, já que em muitos casos, é preciso segui-lo por toda a vida. As abordagens são muitas: podem ser utilizadas medicações antipsicóticas, psicoterapias, terapias funcionais e fonoaudiólogas.

Dr. Jorge Henna Neto é psiquiatra, graduado pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e professor de Psiquiatria da PUC-SP. CRM-SP: 67335

TAGS
esquizofrenia

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Esquizofrenia na família: o que fazer quando um familiar entra em crise?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.