Esquizofrenia e autismo: Os sintomas das doenças podem ser confundidos?


  • +A
  • -A
Imagem do post Esquizofrenia e autismo: Os sintomas das doenças podem ser confundidos?

Esquizofrenia e autismo são duas doenças psiquiátricas que apresentam poucas características em comum, mas que podem ser confundidas em alguns casos. “A semelhança entre os dois transtornos pode ocorrer no início do quadro, no período da investigação, já que comportamentos bizarros e a dificuldade de interação social podem estar presentes nas duas condições”, afirma a psiquiatra Cristiane Lopes.

 

Isolamento do paciente pode confundir em estágios iniciais

 


No entanto, esquizofrenia e autismo são dois transtornos diferentes. A esquizofrenia se caracteriza, principalmente, pela alteração da percepção do ambiente ao redor do indivíduo, por meio de alucinações e delírios. “Já o autismo é um transtorno de desenvolvimento caracterizado pelo comprometimento da interação e da comunicação e pela presença de padrões repetitivos de comportamentos”, explica a médica.

A idade de início e a procura por tratamento se dão em idades diferentes nas duas doenças. O autismo pode ser diagnosticado ainda na chamada primeira infância, mas os primeiros sinais da esquizofrenia, na maior parte das vezes, somente aparecem a partir da adolescência. Além disso, o histórico familiar é mais definido e o funcionamento intelectual é menos comprometido na esquizofrenia, se comparada ao autismo.

 

Como a esquizofrenia e o autismo são tratados

 


Com uma investigação mais profunda, o psiquiatra pode identificar os sintomas de cada transtorno, fornecer um diagnóstico preciso e indicar as medidas necessárias para o tratamento. Para controlar a esquizofrenia, são utilizados medicações antipsicóticas e tratamentos psicossociais, com o objetivo de promover autonomia dos pacientes, melhorar a aderência ao tratamento e devolver a capacidade de se relacionar adequadamente.

O tratamento do autismo visa promover as habilidades sociais, comunicativas e adaptativas, e reduzir a frequência e a intensidade de alguns comportamentos. Para isso, são feitas intervenções educativas e comportamentais associadas à psicofarmacologia, com o uso coadjuvante de antipsicóticos para aliviar a agitação e a agressividade.

 

Dra. Cristiane Lopes é psiquiatra pelo Instituto de Psiquiatria da UFRJ e atende no Rio de Janeiro. CRM-RJ: 52775070 – www.dracristianelopes.com.br

Foto: Shutterstock

TAGS
autismo
esquizofrenia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Esquizofrenia e autismo: Os sintomas das doenças podem ser confundidos?"

joaquim alves

meu filho até os 12 anos era sadio! um garoto tranquiulo,educado,inteligente! colocamos ele para estudar a 6° série em um colégio! um dia ele,estava em pé,na sala e veio outro garoto grandalhão,daqueles que repete quase todos os anos,e empurrou ele pelas costas,sem ele esperar! a cabeça dele se chocou violantamente na parede.segundo os colegas ele foi levantar e não pode,tonto,air,levantaram ele,levaram para secretaria,colocara, gelo! mesmo assim,continuou ,até o término da aula! continuou indo ao colégio! após,uma semana,vimos ele pesquisar na internet,como fazer para a criânça ,não ir para o colégio! depóis pasou duas noites dormindo,já quase pela manhã.depóis pegamos ele falando sozinho,rindo sozinho! air desconfiamos.Fizemos uma RESONÂNCIA e uma TOMOGRAFIA,na cabeça e nada! Levamos à uma psiquiatra no CAP! Air,ele começou tomar um montes de remédios! Segundo ele,ele teve um SURTO TRAUMÁTICO,que bloqueou a mente dele! Ele ,já disse que queria se matar,ele disse,que tinha uma depressão,quando escuta músicas emocionais como ‘maluco beleza”,do Raul Seixa,e outras tristes ele chora! Já levamos á um NEURO,que disse que era ESQUIZOFRENIA,Agora estamos com um PSIQUIATRA, e ,ele diz que é AUTISMO! Nos primeiros medicamentos,que ele tomava,ele era mais afobado e agressivo! Agora ele,toma, 2 cápsulas de CLOZAPINA,passado pelo PSIQUIATRA! Ele ficou mais calmo,só que fala sozinho,rí sozinho,fica as vezes pegando coisas do chão e colocando dentro de uma caixa vazia! Ele fala como tivesse falando com pessoas1 ele diz,que as vozes na cabeça,dele,não deixa ele fazer certo tipo de coisa! Agente não sabe o que fazer,por que tomava cinco tipos de remédio,agora dois comprimidos de CLOZAPINA,e não melhora! As vezes parece que ele tá bonzinho,de repende fica em outro mundo! AGENTE NÃO SABE REALMENTE SE É,ESQUIZOFRENIZ OU AUTISMO! O QUE ACHA?? ESPERO CONTATO ANCIOSO! Quando aconteceu o trauma,ele tinha 12 anos,agora vai fazer 14 dia 25/10/18! Ele não estuda mais por tempo indeterminado,passado pelo PSIQUIATRA!!

luzia Gonçalves

Eu acho que seu filho não tem autismo nem esquizofrenia,tem q investigar melhor todo seu seu relato,ele pode ter tido um choque muito grande qdo ocorreu o acidente, e entrou em um processo de defesa ,não querendo mais ir pra escola,qdo vc for ao médico com ele é bom explicar bem essa fase da agressão que ele recebeu pelo colega de sala.

daniela generoso

Acredito que seu filho não tenha nem uma coisa nem outra sou neuropsicóloga, você precisa fazer uma avaliação de neurospisicologia.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.