A esquizofrenia pode ser controlada apenas com remédios?


  • +A
  • -A

A esquizofrenia é uma doença que normalmente exige o uso de remédios no tratamento, pois os sintomas raramente são controlados apenas com as medidas não medicamentosas. Contudo, estas também são muito importantes, mesmo os remédios sendo os protagonistas. Além de tudo, é fundamental que o tratamento seja mantido continuamente para que haja boas chances de resultado positivo.   

Importância dos medicamentos no tratamento da esquizofrenia


Os quadros de esquizofrenia são considerados crônicos, em que o tratamento objetiva o controle dos sintomas e não a cura. Nesse sentido, o tratamento, tanto farmacológico como não farmacológico, deve ser contínuo. Os medicamentos são fundamentais tanto para controle de crises como para evitar recaídas. São utilizados nas fases aguda (crises) e de manutenção (estabilização) do tratamento”, explica a psiquiatra Luciana Staut.

De acordo com a especialista, é bastante arriscado manter o paciente sem medicação, mas cada caso deve ser avaliado individualmente. A decisão de retirada de medicação nunca deve ser tomada pelo paciente, pois há muito risco de novas crises ou piora dos sintomas. “Os medicamentos utilizados em quadros de esquizofrenia são os antipsicóticos, em especial os de segunda geração”.

Tratamento não farmacológico da esquizofrenia


Além do tratamento com medicamentos, é fundamental também o foco no tratamento não farmacológico, o que inclui, por exemplo, orientações sobre a doença em si, conscientização sobre a importância do tratamento (psicoeducação), atividades físicas e psicoterapias.

“Além disso, é importante ter o apoio de profissionais, como assistente social e terapeuta ocupacional, que auxiliarão o paciente no seu processo de reabilitação. Todas essas intervenções não farmacológicas são fundamentais, especialmente, para a qualidade de vida do paciente e para a melhora do quadro da esquizofrenia em si e devem sempre ser estimuladas”.

Dra. Luciana Cristina Gulelmo Staut é psiquiatra, formada pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), membro da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e atende em Cuiabá (MT). CRM-MT: 6734

Foto: Shutterstock

TAGS
esquizofrenia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "A esquizofrenia pode ser controlada apenas com remédios?"

Linda Helena Aparecida Alves

Meu filho não quer de geito nenhum continuar com a medicação, gostaria de saber se a ajuda de outros profissionais como psicólogos, psicoterapeutas ocupacionais pode ajudar a evitar outra crise falo outra porque ele teve só uma o ano passado com 24anos.mais o psiquiatra não deu alta pra ele.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Linda, é muito importante que a prescrição médica seja seguida à risca para que efeitos positivos possam ser notados. A ajuda de um psicólogo/psiquiatra é fundamental no avanço do tratamento de pacientes com esquizofrenia. Como informado na matéria, a psicoeducação pode ser de grande ajuda para orientar o paciente sobre a importância do tratamento. Abraços!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.