Quais são os riscos associados ao abandono do tratamento de endometriose?


  • +A
  • -A

A endometriose é considerada uma doença crônica, o que significa que pode durar vários anos ou até mesmo a vida inteira. Por isso, é necessário que você mantenha o tratamento contínuo. Não tratar o problema ou interromper o tratamento cedo demais pode não apenas fazer com que os sintomas persistam, mas se tornem ainda mais complicados.   

 

Riscos de abandonar o tratamento da endometriose

 

“Ao abandonar o tratamento da endometriose, você poderá sofrer com uma maior evolução da doença, com piora dos sintomas e aumento no grau de complexidade cirúrgica, caso haja necessidade deste tipo de intervenção”, informa a ginecologista Jordanna Sant’Anna Diniz.

A endometriose ocorre quando o tecido que reveste o interior do útero começa a aparecer fora da cavidade uterina, alcançando os órgãos da pelve (ovários, bexiga, intestinos, trompas). Ainda não se sabe ao certo os motivos que levam esse tecido a aparecer externamente e nem a cura definitiva. Mesmo assim, seguindo o tratamento adequado, com engajamento, você terá boas chances de anular os sintomas.

 

Sintomas e tratamentos da endometriose

 

Os principais sintomas da endometriose são dor em geral (cólica intensa constante, dor durante e após o ato sexual, dor para urinar e evacuar) e dificuldade para engravidar ou até mesmo infertilidade. Como não há cura, o foco do tratamento é amenizar o desconforto e, dependendo do caso, aumentar as suas chances de conseguir engravidar.  

O tratamento da endometriose a ser adotado depende dos sintomas manifestados por você e da gravidade dos mesmos. Primeiramente, são recomendados medicamentos que controlam a dor e retardam a progressão da doença. Também pode ser indicado o tratamento cirúrgico (videolaparoscopia), caso o quadro esteja mais avançado. 

 

 

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Jordanna Sant’Anna Diniz e Moura

Dra. Jordanna Sant’Anna Diniz e Moura

Ginecologia e Obstetrícia

CRM: 20813 / DF

TAGS
endometriose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

10 comentários para "Quais são os riscos associados ao abandono do tratamento de endometriose?"

Lais

Quais são os riscos do abandono do tratamento?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Lais, como informa a ginecologista Jordanna Sant’Anna Diniz: “Ao abandonar o tratamento da endometriose, você poderá sofrer com uma maior evolução da doença, com piora dos sintomas e aumento no grau de complexidade cirúrgica, caso haja necessidade deste tipo de intervenção”.

Viviane

Eu faço o tratamento,só q parei uns 2 meses pra ver se voltava a mestruar…mas minhas dor voltou,constantemente.E voltei a mestruar, mas ficou desregulado, teve mês q veio 3 vezes…aí voltei ao médico e pediu pra mim voltar a tomar o remédio, voltei a tomar é aí minhas dores melhorou, mas parei de mestruar,..Pode ficar sem mestruar por muito tempo???

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Viviane. Para informações e orientações mais completas é necessário uma consulta presencial com o especialista. Desejamos sucesso no seu tratamento. Até a próxima.

juliana

Olá..Boa noite!Fui operada de endometriose pela segunda vez em 1 ano. E desde a primeira cirurgia, faço tratamento com o hormônio Dienogeste, ou seja, já tomo há mais de 1 ano e 4 meses.Gostaria de saber, se tem um tempo determinado para o tratamento, e se há algum risco pra saúde tomar muito tempo?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Juliana. Agradecemos por seu relato. É necessário que você converse com seu médico para que ele possa orienta-la diante de uma consulta presencial, indicando a prescrição de acordo com a necessidade do seu tratamento. Até a próxima.

Renata Almeida

Por quanto tempo dura o tratamento?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Renata. A especialista Dra. Jordanna Sant’Anna Diniz e Moura afirma que, a endometriose é considerada uma doença crônica, o que significa que pode durar vários anos ou até mesmo a vida inteira. Por isso, é necessário que você mantenha o tratamento contínuo. Cada paciente possui sua particularidade e a duração do tratamento pode variar de acordo com a particularidade de cada um. Buscar atendimento com o especialista é de suma importância para identificar o tratamento adequado para você. Até breve.

Marta

Bom dia!Eu tenho endometriose tomo remédio mas as dores são constantes e não passa o que devo fazer.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Marta. Agradecemos por compartilhar seu relato conosco. Só é possível indicar o tratamento adequado para você diante de uma consulta presencial com o ginecologista. Converse com seu médico para que ele possa ter ciência dos seus sintomas e assim se necessário readequar o tratamento ou indicar um novo. Até a próxima.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.