Quando a cirurgia é de fato necessária em um tratamento contra endometriose?

  • +A
  • -A

O tratamento da endometriose se baseia em alguns procedimentos, o que inclui a cirurgia. Porém, esta é utilizada normalmente como a última opção, devido à complexidade e por não ser necessária em quadros leves. Antes de pensar em cirurgia, os especialistas tentam fazer um tratamento medicamentoso para amenizar os sintomas e controlar o quadro. 

Tratamentos indicados antes da cirurgia


“Antes da cirurgia, os tratamentos clínicos mais indicados são: indução de amenorreia, que é a parada da menstruação com uso de anticoncepcionais contínuos combinados ou de progesterona isolada contínua (pílula de progesterona,  implantes e até mesmo por DIU hormonal de progesterona); bloqueio do eixo hormonal e indução de menopausa transitória em casos mais resistentes, com análogos de gnRh (hormônio liberador de gonadotrofina)”, explica a ginecologista Fernanda Torras.

A cirurgia contra endometriose, especialmente em casos mais graves, pode exigir a retirada dos ovários ou do útero, o que torna a mulher infértil. Por isso, normalmente é mais indicada para mulheres já inférteis ou que afirmam não ter desejo de ter filhos durante a vida. 

Cirurgia da endometriose em casos mais brandos


A cirurgia também pode ser feita em mulheres cujo quadro de endometriose não é considerado grave. Mesmo sem correr riscos e sem sentir
dor ou qualquer tipo de incômodo que comprometa significativamente sua qualidade de vida, a paciente pode optar junto ao médico pela cirurgia em casos específicos, não necessariamente exigindo a retirada do útero e dos ovários. 

Por exemplo, é possível que uma mulher com endometriose moderada sinta dor durante a penetração no ato sexual e esse seja o único incômodo decorrente da doença. Mesmo assim, ela pode recorrer à cirurgia caso os tratamentos com remédios não tenham resolvido o problema. Afinal, isso interfere também no bem estar e na qualidade de vida da paciente. 

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Fernanda Torras

Dra. Fernanda Torras

Ginecologia e Obstetrícia

CRM: 130332 / SP

TAGS
endometriose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

6 comentários para "Quando a cirurgia é de fato necessária em um tratamento contra endometriose?"

Taiana

Vou fazer a cirurgia, porquê pretendo engravidar, enquanto isso estou fazendo o tratamento com anticoncepcional.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Taiana. Ficamos felizes que já esteja em tratamento, a cirurgia é realmente indicada quando há o desejo de ser mãe, e após a cirurgia, as taxas de sucesso são grandes. Seguindo as prescrições do médico, acreditamos veemente que irá alcançar o seu objetivo. Estamos na torcida! Até breve.

Janice

Orientações e informações sobre essa doença é super importante, fui diagnosticada na quinta-feira, tive que ficar internada e na segunda-feira entrei em cirurgia (laparoscopia) tive que retirar um ovário que estava comprometido, e com vários focos. Detalhe: fazia consultas com ginecologista periodicamente. Temos que lutar pelo diagnóstico rápido dessa doença e não somente dizerem que é normal ou é “só cólica”. Sofri anos, em algumas situações me senti humilhada pois a dor era tanta que ia no posto faziam exames e nada encontravam me colocavam no soro e faziam cara desconfiada, cheguei a escutar que era gases!!! É preciso sensibilidade para identificar essas situações. Atualmente faço tratamento medicamentoso.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Janice. O seu empenho em buscar auxílio, foi fundamental para o diagnóstico e prescrição do tratamento adequado. É importante seguir as recomendações, para que tenha resultados positivos. Desejamos progresso!

Valdirene Mendes Ferreira

Fui diagnosticada com endometriose. Faço uso de medicamento a base de dianogeste. E meu incômodo em relação a doença, sinto dores ao fazer relação sexual. Passei por uma resonância e o resultado mostra cistos nos dois ovários. Segunda a ginicologista a melhor opção seria fazer a cirurgia para retirada do útero e dos ovários. Tenho 45 anos e não tenho filhos. gostaria de saber quais os prós e contras da cirurgia nesses casos.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Valdirene. De acordo com a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, a cirurgia para retirada do útero e ovários tem diversas técnicas, portanto é recomendável que verifique com a sua médica quais os procedimentos que podem ser usados, e seus respectivos riscos. Torcemos pelo progresso em seu tratamento. Enviamos um e-mail privado para mais informações sobre a situação. Até breve!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.