Endometriose: analgésicos podem complementar o tratamento? Converse com seu médico!

  • +A
  • -A

A endometriose é uma doença marcada pela presença do tecido que protege o útero internamente, chamado de endométrio, em áreas em que não deveria aparecer, como na bexiga e no intestino. Ao receber o diagnóstico, é importante conversar com seu médico para avaliar como o tratamento pode ajudar a aliviar os sintomas.

Analgésicos ajudam a reduzir dor pélvica causada pela endometriose


Durante a consulta, o médico deve avaliar o histórico da paciente e seu quadro completo para indicar as melhores
formas de tratamento. Nos quadros iniciais, a endometriose pode ser tratada com medicações hormonais. Os anticoncepcionais orais, progesterona oral, DIU de progesterona e análogos do hormônio liberador de gonadotrofina são frequentemente usados.

Em muitos casos, esse tipo de tratamento ajuda a reduzir bastante a dor. “Porém, algumas pacientes persistem com os sintomas. Nesses casos, o uso de analgésicos e anti-inflamatórios é indicado”, afirma o ginecologista e obstetra Alexandre Brandão Sé. Algumas mulheres podem se beneficiar também de técnicas de relaxamento, massagem e acupuntura.

Endometriose pode ser tratada com cirurgias


Quando o tratamento medicamentoso não tem o efeito esperado, é possível recorrer a intervenções cirúrgicas. “As técnicas cirúrgicas são variadas, como laparotomia,
videolaparoscopia ou cirurgia robótica, e sempre serão adaptadas às possibilidades dos locais onde ocorrerão os procedimentos e também das equipes que farão as cirurgias”, explica o ginecologista e obstetra Maurício Mieli. O procedimento visa retirar todas as lesões e, em alguns casos, até mesmo partes dos órgãos afetados.

O controle dos sintomas, no entanto, pode ser um problema nos casos em que o diagnóstico é feito tardiamente. “Muitas pacientes demoram anos com dor antes de confirmar seu diagnóstico. Quando o diagnóstico é confirmado, a doença já evoluiu bastante e, por isso, necessitam de um tratamento cirúrgico para a ressecção de doença acometendo outros órgãos”, conclui Brandão.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Maurício Mieli

Dr. Maurício Mieli

Ginecologia e Obstetrícia

CRM: 41081 / SP

TAGS
endometriose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Endometriose: analgésicos podem complementar o tratamento? Converse com seu médico!"

Emilly santos alves

Sinto as vezes dores mais devo mesmo fzer cirurgia será que endometriose qual anticocepcional

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.