A insônia pode ter componente genético?

  • +A
  • -A

A insônia é um transtorno do sono muitas vezes associado a fatores ambientais como estresse, ansiedade e estilo de vida pouco saudável, mas que também se associa à genética. Quando a insônia se manifesta pela herança familiar, não há como atuar nesta causa específica para tratar o problema. Mas, mesmo neste cenário, existem formas de amenizar o quadro. 

Estudos que relacionam insônia com fatores genéticos


“Pesquisas mostram que a insônia pode estar relacionada ao componente hereditário e acontece por conta de uma série de mutações genéticas. Uma dessas pesquisas, conduzida por Murray Stein, da Universidade da Califórnia São Diego, que analisou dados do exército americano, mostra que ocorre uma mutação genética específica no cromossomo 7 e também no 9”, informa o Dr. Shigueo Yonekura, neurologista especialista em sono.

Ainda segundo o médico, outro estudo gigantesco com 103 mil voluntários, conduzido pela Universidade Livre de Amsterdã, mostrou que quem não consegue dormir pode ter alterações genéticas em sete genes. Além disso, essas alterações ocorreriam principalmente na hora em que o DNA é copiado para fazer o RNA, responsável pela produção de proteínas que regulam o metabolismo do organismo

“A conclusão que foi tirada disso é que pode haver uma alteração bioquímica no cérebro dos que têm insônia. Os cientistas da pesquisa notaram que esses mesmos genes alterados estavam relacionados a outros distúrbios do sono, como síndrome das pernas inquietas e movimento periódico dos membros durante o sono, que podem provocar insônia e sonolência excessiva diurna”, explica Yonekura.

Tratamento da insônia


Por mais que não seja possível tratar o componente genético envolvido, já que não dá para modificar o DNA, a
adoção de alguns hábitos de vida podem ajudar a controlar o problema. “A higiene do sono, medidas comportamentais e medicamentos podem auxiliar na boa qualidade do sono”, finaliza o neurologista.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Shigueo Yonekura

Dr. Shigueo Yonekura

Neurologia

CRM: 44519 / SP

TAGS
insonia
psicologico
sono

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "A insônia pode ter componente genético?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.