Servidora pública controla osteopenia com remédio e hábitos de vida saudáveis


  • +A
  • -A

A osteopenia é uma condição similar à osteoporose, porém com um comprometimento menor dos ossos. Portanto, há perda de massa óssea, que pode causar dor ao paciente e aumenta significativamente o risco de fraturas. Um fator de risco não tão conhecido para a osteopenia é a presença de problemas em glândulas como a tireóide.

 

Medicamento é fundamental no tratamento da osteopenia

 

Este é o caso da servidora pública Geni A. J., de 54 anos, que vive em Sapezal (MT). Ela foi diagnosticada com osteopenia há cerca de um ano e, segundo lhe foi apontado na época, a razão para o surgimento do quadro foi um problema anterior na tireoide, que, inclusive, resultou em uma cirurgia para a retirada da glândula.

“Antes de iniciar o tratamento eu sentia dores bastante incômodas nas pernas todas, mas principalmente nos tornozelos e canelas. Passei a fazer uso de um medicamento, que é o mesmo que tomo até hoje, e as dores melhoraram muito. Como descobri a osteopenia ainda no início, isso foi bom para a evolução rápida do tratamento”, afirma Geni.

 

Cuidados para controlar a osteopenia

 

Além do remédio, Geni segue uma rotina de atividades físicas indicadas pela médica como complemento do tratamento. “Faço caminhada e zumba regularmente”, afirma. A servidora também recebeu recomendações alimentares para melhorar a saúde dos ossos. “Minha médica, que é endocrinologista e nutróloga, me receitou, além das fontes tradicionais de cálcio (leite e seus derivados), opções como couve, laranja e amendoim”, cita.

A exposição solar também é muito importante para a saúde dos ossos, pois essa é a principal maneira de se obter vitamina D, nutriente capaz de promover a absorção do cálcio pelo organismo. “Nos casos de osteopenia, a orientação é estimular a atividade física com carga ou impacto, estimular a exposição segura ao sol e realizar uma orientação nutricional para adequar a ingestão de cálcio e vitamina D”, afirma o reumatologista Eduardo Meirelles.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Eduardo de Souza Meirelles

Dr. Eduardo de Souza Meirelles

Reumatologia

CRM: 30021 / SP

TAGS
ossos
osteoporose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

7 comentários para "Servidora pública controla osteopenia com remédio e hábitos de vida saudáveis"

geozira

Eu tenho osteopenia sentia muita dor nas pernas tomo vit D uma vez por mês, já tive um problema na glandula tireoidiana tive que retirar .total. Hoje faço acompanhamento.

Maria de Fátima Vieira

Estou c tendinite na pata ganso no joelhos Morro de dor ja p várias médicos..q marcar consulta…

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Maria, para amenizar as dores e diminuir os sintomas é importante buscar ajuda profissional o reumatologista pode te ajudar indicando o tratamento mais adequado para o seu quadro clinico atual. Boa sorte no tratamento. Abraços.

Marilia

Comigo aconteceu o mesmo, surgiu a osteopenia e depois tbm tive que fazer tireoidectomia.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Marilia. Agradecemos por compartilhar seu relato conosco. É importante para iniciar o tratamento da doença buscar atendimento com o reumatologista. Diante de uma consulta presencial o especialista indicará o tratamento mais adequado assim como também ações que contribuirão para uma melhora significativa na sua vida, essas ações podem incluir a indicação de atividades físicas de acordo com suas necessidades, e também orientações referente a sua dieta. Continue nos acompanhando para receber mais dicas e informações sobre saúde, doenças e tratamentos. Até logo.

Daniela

Tenho 45 anos e já estou com osteopenia bem avançada, estou tratando com endocrinologista, inclusive tomo também o Osteoban, mas observei nos comentários que seria o reumatologista o especialista mais indicado?? tire essa duvida por favor….

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Daniela. Reumatologistas, endocrinologistas, ginecologistas, fisiatras e geriatras são alguns especialistas que estudam e tratam a doença. Os ortopedistas também acompanham esses pacientes, ocupando-se principalmente das fraturas. Continue por aqui para receber mais dicas e informações sobre saúde, doenças e tratamentos. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.