Um paciente com osteopenia corre mais riscos de fraturas?

  • +A
  • -A

A osteopenia é uma condição caracterizada pela perda de massa óssea, mas em graus menos graves do que aqueles vistos em casos de osteoporose. Por isso, a osteopenia é considerada um estágio anterior à osteoporose. Como esses ossos são menos resistentes e podem sofrer fraturas, precisam de atenção médica e cuidados diários. 

Osteopenia pode levar a fraturas ósseas


“O paciente com osteoporose tem
maior chance de fraturas. Contudo, o risco existe também no paciente com osteopenia”, afirma o ortopedista Sérgio Nogueira Drumond Júnior. A melhor maneira de prevenir as fraturas ósseas é conversar com um especialista sobre o quadro e conhecer seus fatores de risco. 

Entre os fatores de risco de fraturas citados pelo profissional estão “idade, sexo, doenças concomitantes, uso de medicamentos, risco de quedas, hereditariedade e ocorrência de fraturas prévias”. Ao saber que tem dois ou mais fatores, o paciente com osteopenia deve se dedicar às medidas indicadas para frear o desenvolvimento da osteoporose e de fraturas. 

Atividade física é importante para evitar doenças ósseas


Algumas das condições citadas acima, como idade, sexo e hereditariedade, são consideradas não modificáveis, ou seja, não há o que fazer para mudá-las. É preciso, então, dar atenção aos fatores modificáveis, como uso de medicações, má alimentação, baixo peso corporal ou obesidade, sedentarismo e
consumo de cigarros. Na alimentação, por exemplo, é fundamental manter uma dieta rica em cálcio. 

É importante também pegar sol em horários adequados para aumentar a produção de vitamina D, manter um peso adequado para não sobrecarregar os ossos e conversar com o médico para trocar medicamentos que impactem a saúde óssea. Além disso, fazer exercícios físicos ajuda a fortalecer os músculos, que servirão de barreira de proteção contra traumas que podem fraturar os ossos. 


Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Sérgio Drumond Junior

Dr. Sérgio Drumond Junior

Ortopedia e Traumatologia

CRM: 32394 / MG

TAGS
ossos
osteoporose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Um paciente com osteopenia corre mais riscos de fraturas?"

Maria Imaculada Moreira Cruz

Sou portadora de osteogênesis imperfecta “má formação óssea “, já tive ao longo da minha vida 21 fraturas, até os meus 13 anos foram umas 17, após menstruar percebi uma melhora, “parei” com as fraturas, essas 4 foram tombos grandes, aos 50 fiz menopausa, fiz reposição de hormônio por um ano e meio, tomei alendronato por muitos anos, hj tenho 62 anos, faço reposição de cálcio, Caltrate 600 D3, e após o almoço tomo DPREV 2000 UI um por dia, uma vez por semana em jejum de uma hora tomo osteostrat 35mg por 4 meses dando um intervalo de2 meses. Faço hidroginástica duas vezes por semana, sempre que possível vou pro sitio e entro tb na piscina, gosto de dançar, já sou aposentada e trabalhando até hj, ando uma média/dia de 4 a 6km no meu trabalho, meus calçados são firmes e confortáveis, tenho/uso uma palmilha ortopédica dentro deles. Gostaria de saber se estou no caminho certo. Aguardo o seu retorno. Att Imaculada de Ubá Mg

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Maria. A Osteogênese imperfeita é uma doença que requer um tratamento contínuo. É importante seguir o tratamento conforme recomendação médica e sempre realizar as consultas periodicamente para que dessa forma seja mais fácil de acompanhar as melhorias de acordo com o tratamento indicado. Desejamos sucesso no seu tratamento. Abraços!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.