O esforço repetitivo pode levar ao desgaste das articulações?


  • +A
  • -A

O esforço repetitivo é um dos fatores de risco para o desenvolvimento da osteoartrite, especialmente quando está associado a altas intensidades e sobrecarga. Esse esforço gera o desgaste das cartilagens nas articulações e, por consequência, inicia-se o processo que configura o quadro de osteoartrite.  

 

Esforço repetitivo e osteoartrite

 

“O esforço repetitivo pode levar ao desgaste das articulações, embora possa comprometer também tecidos moles (como o muscular). Esse esforço excessivo pode gerar a osteoartrite, levando à degeneração da cartilagem que recobre os ossos”, afirma o geriatra Ricardo Komatsu.

Apesar da repetição ser algo que contribui para acarretar todos esses problemas, é preciso que haja também um excesso no movimento. Os riscos de um esforço repetitivo, porém leve, prejudicar as articulações e gerar um quadro de osteoartrite são significativamente menores. “É possível realizar por anos esforços repetitivos sem que isso acarrete em doença desde que estes não sejam excessivos”, completa o médico.

 

Prevenção e tratamento da osteoartrite

 

Portanto, para evitar que esforços realizados rotineiramente levem à osteoartrite, basta cuidar para que eles se mantenham entre os graus leve e moderado. Isso vale tanto para tarefas domésticas e profissionais quanto para atividades físicas, como corrida, musculação e esportes. Apesar dessa orientação, não é recomendado parar de realizar exercícios, pois o estímulo físico, quando feito corretamente, é muito útil na prevenção e tratamento da doença.  

“As principais medidas para evitar problemas articulares e a osteoartrite são o controle do peso e a manutenção de atividades físicas adequadas, de modo a não sobrecarregar as articulações”. Quando o paciente já foi diagnosticado com a doença, o uso de medicamento passa a ser essencial para que seja possível retardar o avanço do desgaste e amenizar os sintomas.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Ricardo Komatsu

Dr. Ricardo Komatsu

Geriatria

CRM: 56604 / SP

TAGS
ossos
osteoartrite

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

15 comentários para "O esforço repetitivo pode levar ao desgaste das articulações?"

João Batista Pereira

Tenho 77 anos e faço diariamente exercício físicos e caminhadas. Tenho observado recentemente que meus braços têm apresentado umas dores estranhas. Os meus pés ficam queimando

CUIDADOS PELA VIDA

Olá João. Para identificar a causa desses sintomas é necessário uma consulta presencial. Converse com seu médico para que após a realização dos exames, seja iniciado o tratamento mais adequado para você. Até logo.

João Batista Pereira

Faço exercício físico diariamente e também caminhada, venho sentindo ultimamente dores nos dois braços e queimação nos pés. será por causa do esforço repetitivo?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá João. Para identificar a causa desses sintomas é necessário uma consulta presencial. Converse com seu médico para que após a realização dos exames, seja iniciado o tratamento mais adequado para você. Até logo.

Lindóia

Eu tenho mtas dores nas articulações quadril tornozelos e ombros

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Lindóia. Para amenizar os sintomas com o tratamentos mais adequado para você, é importante que você busque atendimento com médico especialista. Continue por aqui para acompanhar mais matérias e informações com dicas sobre saúde doenças e informações. Abraços.

maria helena carvalho

varios anos trabalhando com comptador,comecei sentir dor na mao direita medicos diziam q era tendinite,mas minha mao ficava enorme de inchada fora dor insuportavel,ai um ortopedista q me atendeu na emergencia disse vc esta com reumatismo,comecei a tratar com reumatologista,dai tou com artrite reumatoide ,joelho direito,mao direita desgaste na coluna l2 l3,meu dedo polegar esquerdo começou a inchar e entorta,ja fiz duas cirurgias neste dedo e ele nao colou ficou torto e mole,tou com desgaste nas carilagem em varias partes do corpo nao consigo fazer muito esforço q mao começa a doer mesmo tomando remedios,isto nao tem cura mais vou fazer 55 anos

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Maria. Agradecemos por compartilhar seu relato. Com o acompanhamento adequado é possível amenizar os sintomas e trazer melhora na sua qualidade de vida. Continue nos acompanhando para receber mais informações e dicas sobre saúde e tratamentos. Até logo.

Marcos

Tenho 57 anos fui diagnosticado com osteoartrite no ombro esquerdo e quadril também esquerdo, e o médico disse que não tem cura. É verdade? A pouco tempo também surgiu no meu pé direito um esporão de calcanhar, porque será?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Marcos. Temos uma matéria que aborda esse tema. Clique no link abaixo e confira as informações. Abraços.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/doencas-dos-ossos/artrose-causas-sintomas-tratamento

Dirce S. Moreira

Eu fui operada da coluna com 23 anos de hérnia de disco melhorei um pouco mais agora tenho Artrose nos joelhos mãos e quadril melhorei muito com exercicios tomo chás de açafrão gengibre canela do velho e tomo há vários anos Artrolivre que pra mim foi um santo remedio que um reumatologia passou não é remédio é uma cartilagem para os ossos é para o resto da vida, estou melhor das dores do que quando era mais nova.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Dirce. Ficamos gratos por compartilhar seu relato e felizes por saber da sua melhora. Continue nos acompanhando para mais matérias com informações sobre doenças, saúde e dicas de tratamentos. Até a próxima.

Rosilda da Silva Alves

tenho 56 anos tenho artrite reumático sinto mtas dores me ajutem comecei a tomar artrovite

Tereza Gonçalves

Tenho 72 anos já operei o ombro direito coloquei uma âncora acho q é este nome q se dá,já uns dez anos atrás e não tive mais dores até fazer um cateterismo neste braço e então passei a ter dores sempre que faço algum esforço,perdi um pouco da força,mesmo fazendo crochê meu braço dói tanto q preciso parar

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Tereza. Um incômodo como esse, que causa dores e falta de força, que impossibilita a senhora de realizar atividades simples, não é algo que deve ser ignorado. Aconselhamos que vá o quanto antes ao médico, para que, se ele achar necessário, solicitar alguns exames e fazer as verificações, para que determine se há ou não ligação com o cateterismo, e além disso, o mais importante, para que ele prescreva um tratamento que cesse essas dores, e possa melhorar a qualidade de vida da senhora. Desejamos melhoras. Até mais!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.