Fazer atividades físicas na juventude ajuda numa menor perda óssea no futuro?


  • +A
  • -A
Imagem do post Fazer atividades físicas na juventude ajuda numa menor perda óssea no futuro?

A osteoporose é uma doença metabólica que resulta do envelhecimento natural do corpo. Com o passar dos anos, não conseguimos repor a quantidade de minerais perdida pelos ossos e eles se tornam, gradualmente, mais frágeis e sujeitos a fraturas. A doença afeta principalmente as mulheres, por causa da queda na produção de estrogênio depois da menopausa, hormônio que retarda a reabsorção óssea e atua na fixação do cálcio.

A importância dos exercícios físicos

Quando o assunto é osteoporose, a forma de prevenção mais frequentemente lembrada é o consumo de cálcio. Associado à vitamina D e à exposição aos raios solares, o cálcio, em quantidades adequadas, reduz bastante as chances de desenvolver a doença. No entanto, existe outro elemento que também é muito importante.

A prática de atividades físicas ao longo da vida, principalmente durante a juventude, contribui para a garantia de ossos saudáveis e fortes na terceira idade. “Isso é mais importante em relação à massa óssea das mulheres. Exercícios físicos na infância e na adolescência fazem com que a densidade óssea seja maior e diminuem as chances de desenvolver osteoporose depois da menopausa”, afirma o ortopedista Roberto Ranzini.

Os melhores tipos de atividades

As atividades físicas contribuem para o fortalecimento dos ossos quando ocorrem junto ao trabalho muscular. A contração dos músculos que acontece durante a prática esportiva promove um estímulo mecânico, ajudando a ganhar ou a manter a massa óssea, evitando os riscos de osteoporose, que costuma surgir a partir dos 40 ou 50 anos.

Mas, seja homem ou mulher, a prática de exercícios físicos deve ser recomendada não apenas como forma de prevenção da osteoporose, como também para garantir um corpo saudável. Todos os esportes e atividades auxiliam, mas alguns produzem mais benefícios. “Para o fortalecimento da massa óssea, são mais indicados os exercícios de impacto, como a corrida, assim como exercícios de resistência, como a musculação”, destaca Ranzini.

Dr. Roberto Ranzini é ortopedista e especialista em Medicina Esportiva e atua em São Paulo. CRM-SP: 70975

TAGS
atividade-fisica
ossos
osteoporose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Fazer atividades físicas na juventude ajuda numa menor perda óssea no futuro?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.