Como um anti-inflamatório de uso crônico pode ajudar pacientes com artrite reumatoide?

  • +A
  • -A

A artrite reumatoide é uma doença crônica e progressiva que pode gerar complicações graves caso o paciente não adote o tratamento adequado o quanto antes. O quadro afeta as articulações do corpo, causando dores fortes, rigidez, perda de peso e até mesmo febre. Caso o tratamento não seja realizado, o paciente pode sofrer com deformidades e erosões ósseas, além de se tornar incapacitado para trabalhar precocemente. 

Anti-inflamatório de uso crônico no tratamento da artrite reumatoide


O tratamento da doença
atua diretamente nos sintomas e se vale do uso de medicamentos capazes de aliviar o desconforto e controlar a inflamação nas articulações, como os anti-inflamatórios de uso crônico. Dentre esses remédios, aqueles que contam também com função antioxidante podem ser ainda mais interessantes, tendo em vista os danos do estresse oxidativo na saúde osteoarticular. 

“Em doenças com inflamação articular, o estresse oxidativo – causado pelo excesso de radicais livres no corpo – provoca danos à cartilagem, principal tecido de proteção dos ossos, enquanto o quadro de inflamação crônica causa uma série de alterações graduais no sistema imunológico. Por isso, suplementos antioxidantes podem ser benéficos nesse tipo de caso, contribuindo para o alívio da dor, o que vem sendo cada vez mais evidenciado em estudos”, explica o reumatologista Ibsen Coimbra.   

Dentre os antioxidantes disponíveis, destaca-se a curcumina, que é um composto bioativo da Curcuma longa, popularmente conhecida como açafrão da terra. Pesquisas demonstram que essa substância ajuda a reduzir o risco do desenvolvimento da artrite reumatoide, tendo em vista que se trata de um potente antioxidante, com capacidade de inibir a ação dos agentes que favorecem a deterioração dos ossos. Essa mesma atuação também pode ajudar a controlar o avanço da doença em pacientes já diagnosticados. 

“Os antioxidantes mais indicados nesse contexto são, principalmente, os baseados em curcumina e os derivados insaponificáveis do abacate e da soja. Boswellia e algumas ervas usadas na medicina ayurvédica e chinesa também podem ser úteis”, informa Coimbra. Como informação adicional, vale destacar que outras especialidades médicas, além de reumatologistas, podem contribuir para o tratamento da artrite reumatoide, como fisioterapeutas, psicólogos e nutricionistas. 

Mais alternativas de tratamento medicamentoso 


Outros medicamentos que costumam ser utilizados
no tratamento da artrite reumatoide são os anti-inflamatórios não hormonais (AINHs). “Os chamados AINHs tradicionais são inibidores que miram, predominantemente, a inibição da ciclooxigenase 1 (COX-1). Eles podem, no entanto, levar a efeitos adversos gastrointestinais e alterações nos mecanismos da coagulação quando prescritos em doses altas ou por tempos prolongados”, adverte o Dr. Ibsen. 

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Ibsen Coimbra

Dr. Ibsen Coimbra

Reumatologia

CRM: 50881 / SP

TAGS
ossos

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Como um anti-inflamatório de uso crônico pode ajudar pacientes com artrite reumatoide?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.