Além da medicação, o que o paciente pode fazer no tratamento da osteoartrite?


  • +A
  • -A

O tratamento da osteoartrite depende muito do uso de medicamento específico, mas não se limita a isso. Outras medidas também são fundamentais para ajudar a controlar os sintomas, como ter uma alimentação saudável que possibilite a perda de peso e a prática regular de exercícios físicos.  

“Exercícios para perda de peso, como a hidroginástica, e uma dieta balanceada, também com a função de evitar o sobrepeso e de garantir maior sobrevida à cartilagem, são ações além do uso da medicação que o paciente com osteoartrite podem tomar para complementar o tratamento da doença”, afirma a reumatologista Regina Ferreira.

 

Importância dos exercícios físicos para o tratamento da osteoartrite

 

Os exercícios físicos também ajudam a fortalecer a musculatura e dessa forma os ossos e articulações ficam mais protegidos. Vale lembrar que a osteoartrite é uma doença que desgasta a cartilagem, estrutura que fica na extremidade dos ossos, impedindo que estes se choquem uns com os outros e se deteriorem durante os movimentos do corpo.

Porém, a prática inadequada de exercícios físicos pode gerar o efeito oposto, piorando o quadro de osteoartrite. Isso ocorre caso um paciente execute atividades de alto impacto, que façam muita força e pressão nos ossos e articulações. Por isso, o ideal é procurar alternativas de baixo impacto, como hidroginástica, pilates e caminhada.

 

Medicamentos para o tratamento da osteoartrite

 

Quanto aos medicamento indicados para o tratamento da osteoartrite, vale destacar aqueles que atuam na cartilagem, regenerando-a e, consequentemente, aliviando as dores sentidas e as limitações nos movimentos. “Os remédios condroprotetores são opções interessantes para o tratamento da osteoartrite”, completa Regina.

 

Dra. Regina Ferreira é reumatologista, graduada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos. CRM-SP: 72550

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
ossos
osteoartrite

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

8 comentários para "Além da medicação, o que o paciente pode fazer no tratamento da osteoartrite?"

ROZANA MARIA DA SILVA

Eu tenho problemas nas minhas articulações. sou operada dos dois joelhos. (artroscopia) inclusive já estou encaminhada para fazer outra vez esta mesma cirurgia. E também tenho cisto backTomei alguns remédio era um paliativo, só fiz engordar.Já estou sentindo dores nas mãos, já sinto dificuldade para fechar as mãos.Gostaria de saber um método que parasse as dores sem tomar remédio.E, eu era uma pessoa ativa, sempre fiz atividade física. agora quando faço uma simples caminhada fico com tantas dores nos joelhos. Portanto estou procurando um meio para melhorar,Sem remédio estou traumatizada. Só fiz engordar.Rozana Maria

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Rozana, os exercícios físicos de baixo impacto são frequentemente recomendados para fortalecer a musculatura no envolto da articulação, fazendo com que a mesma fique mais protegida. Entretanto, os medicamentos são importantes para o controle da dor em casos como o seu. Recomendamos que siga a prescrição médica para que complicações possam ser neutralizadas. Abraços!

Maria das Graças de campos Alves

Tenho muitas dores nas pernas principalmente na esquerda,meu joelho esquerdo incha muito, vou ao médico,o angiologista dis que é coluna o ortopedista dis que é circulação essim lá se vão 8anos.Agora fiz ressonância e acusou artrose em toda coluna.ha!!! não sei mais o que fazer

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Maria, a ressonância magnética é um exame considerado Padrão Ouro no quesito de diagnóstico de diversas enfermidades. Sugerimos que continue o tratamento indicado pelo médico e certamente haverá melhoras no seu quadro. Desejamos melhoras.

Maria De Fátima Pavan Campos

A caminhada é recomendada mas me causa dor. Tenho artrose no joelho esquerdo com desgaste grave. Devo caminhar, para não ficar sem fazer nada?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Maria, já pensou na hidroginástica ou Pilates? temos aqui na página relatos de pessoas que se sentem muito bem com esses exercícios. Abraços.

Katsumi Nakasima

Sou aposentado desde o ano 2001 e tenho 67 anos. Após 2001 comecei a praticar corrida de rua como uma atividade regular para me manter ativo e controlar o triglicérides. Também pratico peregrinação de longa distância (800km em 35 dias). Desde 2015 comecei a ter problemas nos joelhos o que está limitando estas atividades. Foi diagnosticado condromalácia grau IV (cartilagem muito fina). Sofro muito quando tenho que percorrer descidas (apesar de usar 2 bastões).Será que devo evitar corrida de rua e peregrinação longa distância?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Katsumi, parabéns pelas atividades que o senhor pratica, o que diz o seu médico a respeito dessas dores, seriam necessários exames para poder avaliar se o senhor deve ou não continuar ou apenar diminuir o ritmo, espero que possa continuar e achei inspiradora as suas atividades. Forte Abraço.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.