Sinais de alerta do diabetes: sintomas para serem examinados durante tratamento


  • +A
  • -A

As complicações do diabetes normalmente aparecem com o decorrer do tempo e são silenciosas. Na maioria dos casos, o tratamento mal feito resulta em lesão clássica de retina, rim e pés. Além disso, complicações como infarto e derrame são grandes preocupações que os médicos terão com você, caso já tenha sido diagnosticado com a síndrome metabólica.

“Como o paciente diabético não apresenta sintomas, é fundamental fazer a monitorização destas partes do corpo, principalmente, pelo menos uma vez a cada ano, com realização de exame de urina, exame de fundo de olho e avaliação dos membros inferiores”, aponta a endocrinologista Mariana Guerra.

Sintomas de hiperglicemia e hipoglicemia devem ser observados com atenção


Segundo a especialista, os sintomas clássicos de descompensação do diabetes mellitus com hiperglicemia são os chamados “polis”:
polifagia (fome em excesso), polidipsia (muita sede) e poliúria (urinar muito). Emagrecimento e visão turva são outros sintomas importantes nesse sentido. Além disso, você deve ser orientado sobre os sintomas de queda de glicemia (hipoglicemia), que traz grande risco de vida imediato ao paciente.

“A queda de glicose provoca tremores, irritabilidade, taquicardia (palpitação), dor de cabeça, fome, sudorese, dentre outros. Tudo isso pode levar à confusão mental, perda da consciência e até mesmo morte. Estar sempre cuidando bem da doença é, portanto, muito importante para evitar complicações agudas e crônicas do diabetes mellitus”.

Riscos graves decorrentes da diabetes


A médica explica que a elevação importante da glicemia pode gerar necessidade de internação em UTI, dependendo da gravidade, com risco de vida,
assim como a queda da glicemia, que requer correção rápida da situação. “A doença dos grandes vasos (macrovascular) é outra complicação que merece destaque, visto que é responsável pelas principais causas de morte dos pacientes diabéticos (infarto e derrame)”.

Dra. Mariana Guerra é endocrinologista, formada pela Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de Vitória e atua em Vitória (ES). CRM-ES: 7019

Foto: Shutterstock

TAGS
diabetes

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Sinais de alerta do diabetes: sintomas para serem examinados durante tratamento"

Eliete

Como saber se estou com a glicose alta .Qual o mg pra saber

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Eliete, de acordo com a endocrinologista Daniele Zaninelli: “Como regra geral, uma glicemia de jejum com valores até 99mg/dL é considerada normal. Quando está entre 100 e 125mg/dL, pode ser indicativa de pré-diabetes, e acima de 126mg/dL, de diabetes”. Realize uma consulta para que o médico possa solicitar os exames necessários e indique a conduta adequada. Abraços.

Roana

Eu estou a algum tempo com minha glicemia oscilando entre 139 e 159.Minha avó faleceu com diabetes aos 63 anos,meu pai também na mesma idade.Infelismente,meu pai era descontrolado,chegando a medir 600 quando entrava em crise,e foram muitas.Meu médico disse que com meus índices estou contolada,mas insisti e agora vou para um endócrino.Por favor,me tirem uma dúvida:eu estou assustada a toa?Ou será que ja deveria me tratar como diabética?Obs:eu tomo glibenclamida uma vez ao dia.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.