Transtorno bipolar: Quanto tempo costumam durar as fases da doença?


  • +A
  • -A

O transtorno afetivo bipolar consiste na alternância de dois estados de humor opostos, a mania e a depressão. A mania é marcada por uma euforia intensa, com agitação, aumento de energia e sensação de grandeza, enquanto a depressão cursa com tristeza, apatia, prostração, falta de prazer, dentre outros sintomas. A duração dessas fases varia de acordo com as condições de cada caso.  

“Na fase de mania, os sintomas geralmente surgem subitamente e evoluem rápido, ao longo de poucos dias. Após instalada, a duração dessa fase pode variar de caso a caso, sendo que um episódio maníaco não tratado pode durar de algumas semanas a cerca de 3 a 4 meses”, informa o psiquiatra Leonardo Fabrício Gomes.

 

Fase de depressão é a mais longa do transtorno bipolar

 

Ainda segundo o especialista, a hipomania, que é uma versão com os mesmos sintomas da mania, porém mais branda, tem algumas pequenas diferenças. O início também se dá de forma súbita, progredindo rapidamente, mas a duração geralmente é mais curta que a mania, com cerca de 75% dos pacientes se recuperando em até 6 semanas.

Já a fase de depressão tende a ser mais longa, com duração, geralmente, superior à da mania e hipomania. “A depressão no transtorno afetivo bipolar tem, frequentemente, duração de vários meses, sendo que um episódio depressivo não tratado pode durar de 6 a 13 meses. Pode surgir subitamente ou evoluir lentamente ao longo de semanas a meses”, afirma o psiquiatra.

 

Tratamento ajuda a diminuir duração das fases do transtorno bipolar

 

A gravidade do quadro e a falta de tratamento durante as fases influenciam diretamente em sua duração. Por isso, a adesão ao tratamento e às medidas de controle dos sintomas deve ser rápida, para que o paciente sofra o mínimo possível. “O manejo adequado dos sintomas permite melhor controle dos episódios de humor, possibilitando reduzir suas durações e, consequentemente, o sofrimento tanto do paciente quanto de seus familiares”, completa Gomes.

 

Dr. Leonardo Fabrício Gomes é formado em medicina pela faculdade de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e possui residência médica em psiquiatria pelo Hospital Universitário da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). CRM-MS: 7548.

 

Foto: Shutterstock

TAGS
depressao
psicologico
transtorno-bipolar

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Transtorno bipolar: Quanto tempo costumam durar as fases da doença?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.