Transtorno bipolar: As fases precisam se alternar rapidamente ou podem ser duradouras?


  • +A
  • -A

O transtorno bipolar consiste na alternância de humor do paciente, variando de um extremo (depressão) ao outro (mania/euforia). A duração de cada episódio antes da mudança nem sempre é a mesma, pois pode tanto ser breve, permanecendo por cerca de uma semana, por exemplo, quanto longa, chegando a alguns meses.

 

Duração das fases do transtorno bipolar

 

“O transtorno bipolar é caracterizado por períodos de euforia, depressão e humor normal que se intercalam. Para que o diagnóstico seja feito, é necessário que o paciente fique pelo menos uma semana em euforia ou duas semanas em depressão. O mais comum é que os episódios de euforia e depressão durem semanas ou até meses”, informa a psiquiatra Érika Mendonça.

Segundo a médica, caso ocorra uma alternância rápida de humor, fala-se em transtorno bipolar de ciclagem rápida, que é um subtipo específico do transtorno: “Neste subtipo, é necessário que o paciente tenha tido quatro ou mais episódios de euforia ou depressão no período de um ano”.

 

Tratamento para controlar os sintomas do transtorno bipolar

 

Para que o transtorno bipolar seja tratado corretamente, é imprescindível que o paciente procure um especialista que o diagnostique e ajude-o a engajar em um tratamento adequado para as especificidades do quadro. O uso de medicamentos é a principal medida. As medicações utilizadas são, principalmente, os antipsicóticos e os estabilizadores de humor. Sem eles, é muito difícil controlar efetivamente os sintomas do transtorno.

Além da abordagem farmacológica, a psicoterapia também é indicada para que o paciente consiga, com a ajuda do psiquiatra, entender melhor a doença e desenvolver ferramentas práticas que permitam que ele controle os fatores estressores que desencadeiam as crises.  

 

Dra. Érika Mendonça de Morais é psiquiatra formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e atua em São Paulo. CRM-SP: 124933

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
depressao
psicologico
transtorno-bipolar

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Transtorno bipolar: As fases precisam se alternar rapidamente ou podem ser duradouras?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.