Pensamentos suicidas: você não está sozinho, é preciso procurar ajuda!


  • +A
  • -A
Imagem do post Pensamentos suicidas: você não está sozinho, é preciso procurar ajuda!

Em quadros de depressão é muito comum que ocorram nos pacientes pensamentos suicidas, especialmente se o transtorno estiver em grau já mais avançado. O apoio da família e dos amigos mais próximos é fundamental para que você não venha a concretizar esses pensamentos, assim como o tratamento realizado por um médico especialista.

Apoio familiar e profissional te ajuda a acreditar que é possível vencer a depressão


Quando você passa a ter pensamentos de morte ou ideação suicida é importante saber, de início, que isso não é algo raro. Muitas pessoas no mundo passam por isso, então não tem motivo para se sentir diminuído. Além disso, existem tratamentos eficazes na prevenção e redução do risco de suicídio”, informa a psiquiatra Erika Mendonça.

Segundo a especialista, as pessoas da sua família, especialmente, podem te ajudar a acreditar na sua própria melhora e que é possível se livrar do desespero e da falta de esperança que te instigam a pensar na possibilidade de tirar a própria vida. O médico também assume esse papel de incentivador. Com seu embasamento científico, poderá te estimular ainda mais a aderir ao tratamento da doença.

Pensamentos suicidas devem ser sempre levados a sério; paciente não quer chamar atenção


“Na maioria das vezes o tratamento consegue fazer a ideação suicida desaparecer. Para que isso ocorra, é fundamental a adesão ao tratamento, isto é, uso adequado das medicações e frequência às consultas de psicoterapia. Também
é fundamental que os familiares e amigos te motivem a buscar ajuda, sejam bons ouvintes e não desvalorizem seus sentimentos”.

A psiquiatra explica que deve-se sempre valorizar quando uma pessoa diz que tem pensamentos suicidas e não considerar que é algo “para chamar a atenção”, como muitos fazem. “A maioria das pessoas que cometeram suicídio comentaram com alguém o que pensavam. Então, a ideia de ‘quem quer não fala’, não é verdadeira. Se você possui um familiar com tendências suicidas, procure incentivá-lo a buscar ajuda profissional e acompanhá-lo sempre que possível”.

Dra. Erika Mendonça de Morais é psiquiatra formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e atua em São Paulo. CRM-SP: 124933

Foto: Shutterstock

TAGS
depressao
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

4 comentários para "Pensamentos suicidas: você não está sozinho, é preciso procurar ajuda!"

Cristiane

As pessoas nunca acreditam, e ainda zombam achando frescura .

Altair

Minha mãe idosa não me compreende, porque ela tem vontade de viver. Meu filho autista, se queixa das minhas fraquezas. Minha filha é a única que me compreende mas, é uma jovem, e está cansada de estar sozinha com tudo isto. Meus familiares me criticam. Os que me conhecem não compreendem. Não tenho amigos. Os de minha igreja se afastaram de mim. Viver é uma carga muito pesada. Dormir, é uma forma de (de alguma maneira) “estar morta” e não ter que passar por coisas que não suporto. O silêncio da noite me acalma, então não durmo de noite…

Cuidados Pela Vida

Olá Altair, muitas pessoas no mundo passam por isso, então não tem motivo para se sentir diminuído. Aproveite que sua filha lhe apoia, e peça para que ela te acompanhe em uma consulta com o médico psiquiatra. Ele poderá te ajudar a encontrar um caminho para que você volte a ter uma qualidade de vida. Abraços.

Alicia Rondini

Na minha familia tanto pelo lado materno como paterno tem mas de 10 suicidas.Aos 40 anos pensei mto nisso.mas a Seicho No Ie e medicação do Dr. ALCEU ARAUJOforan minha salvação.6 meses atrás comecei fazer yoga e passei a me sentir tão bem q larguei a medicação. Mas bastaram uns poucos problemas familiares e vi q não da.Hj com tristeza voltei a medicação.gostaria saber como posso adquirir Venlafaxina com desconto pois pesa muito no meu orçamento. Tenho 73 anos.Trabalho.e muito mas adoro minha profissao.Sou professora.obrigada pela atencao

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.