Dormir muito é sinal de um quadro de depressão?


  • +A
  • -A
Imagem do post Dormir muito é sinal de um quadro de depressão?

A depressão é uma doença psiquiátrica capaz de transformar a realidade de um paciente, modificar sua relação com amigos e familiares e reduzir seu desempenho nos estudos e também no ambiente de trabalho. A tristeza profunda é um dos principais sintomas, mas existem outros. Dormir muito, por exemplo, pode ser um sinal de depressão.

Alterações no sono é apenas um dos sintomas da depressão


No entanto, o excesso de horas dormidas não é suficiente para o médico constatar um caso de depressão, já que o diagnóstico da doença deve ser feito com base em diversos fatores. “A alteração do sono é apenas um dos critérios. É preciso uma investigação muito bem feita para fechar um diagnóstico. Pode ser ‘apenas’ uma necessidade de adequar o sono”, afirma o psiquiatra Marcelo Calcagno Reinhardt.

Para alguns pacientes depressivos, dormir bastante pode se tornar uma maneira de fugir da realidade repleta de problemas e dos sintomas provocados pela doença. Por outro lado, insônia e outras alterações do sono, como acordar várias durante a noite ou passar a acordar muito cedo, também são sintomas vistos em pessoas com depressão.

Depressão pode diminuir a vontade de comer


“Outros sintomas seriam anedonia, irritabilidade, alteração de apetite, diminuição da energia ou cansaço, agitação ou lentidão, sentimentos de culpa, redução da concentração e até pensamentos de morte”, alerta o especialista. Ansiedade, pessimismo e dores corporais inexplicadas também são sintomas da depressão.

O apoio de amigos e familiares é importante para superar o problema. Segundo o profissional, uma pessoa próxima pode e deve sugerir a procura pelo auxílio de um psiquiatra para diagnosticar e tratar a depressão quando qualquer um dos sintomas da doença for detectado, mas principalmente diante do desejo de suicídio e quando houver riscos e prejuízos importantes causados pelos sintomas.

Dr. Marcelo Calcagno Reinhardt é psiquiatra, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS) e atua em Florianópolis (SC). CRM-SC: 10573

 

Foto: Shutterstock

TAGS
depressao
insonia
psicologico
sono

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Dormir muito é sinal de um quadro de depressão?"

Paulo Celso Vaz Marques

Estou sem saber o que fazer, depois de muitos eventos pós traumáticos graves no final de 2015 coloque 3 stents por estar com dores no peito por 1 ano d 5 meses depois meu pai faleceu que era o amor da minha vida e depois minhas irmãs me excluíram da familia vivo a mais de 30 anos em auto exilio por causa delas.Estou sofrendo com muito sono(12hs por dia) , falta de apetite ,falta de concentração síndrome de pânico que estão afetando duramente meu trabalho.Já fui ao psiquiatra que me mandou voltar com a fluroxetina e Boop mas continuo na mesma, vcs podem me orientar?Obrigado

Cuidados Pela Vida

Olá Paulo. É importante seguir rigorosamente o tratamento indicado pelo seu psiquiatra. Procure ter paciência, pois geralmente esse tipo de tratamento é longo e pode demorar algum tempo até começar a surtir efeito. Caso tenha alguma dúvida em como os medicamentos indicados para você atuam, pode entrar em contato com nossa equipe de tele orientação. O número é o 0300-188-1006. O serviço funciona 24h por dia.
Abraços

Beatriz

Olá Paulo espero que no momento esteja completamente curado, mas mesmo com essa esperança resolvi deixar meu comentario a respeito de algumas colocações suas. Sabe a respeito da morte de seu pai que tanto ama, sei que não é fácil porque o mesmo aconteceu comigo em 29 de outubro de 2016, estou sofrendo ainda, mas busco a cada dia em oração a Deus em Nome de Jesus Cristo o fortalecimento necessário para superar esta situação e agradecendo a Deus pelo abençoado e amado pai Miguel Bugiga Netto que me deu e a oportunidade de poder ter vivido com ele. E também não enterre o amor que tem pelo seu pai junto com ele, faça como Deus falou comigo quando levou minha abençoada e amada mãe Luzia Maria Alves Bugiga em 4 de setembro de 1985, quando perguntei a Deus o que fazer com aquele amor que sentia por ela. Deus me respondeu não enterre o amor que tem pela sua mae com ela e sim distribua este amor para com seu pai e todos que ja coloquei e vou colocar em seu caminho. Entao naquela epoca que era adolescente foi a primeira de mais de mil vezes que falei para o meu pai eu te amo. Assim segui distribuindo o amor que tenho pela minha mae e agora distribuo o amor que tenho pelo meu pai. Hoje aos 49 anos de idade sei que esta decisão foi a melhor que tomei. Deus também levou meu amado esposo Carlos em 25 de julho de 2005, e faço o mesmo, distribuindo este amor das pessoas que não estão mais aqui com as pessoas que continuam vivendo comigo, lógico que para aquelas que querem receber este amor, sem obrigar a ninguém, pois encontro pessoas que não querem, mas mesmo assim, quando as vejo procuro demonstrar o meu amor por elas. Que o amor, a graça e a misericórdia de Deus seja renovada em sua vida a cada manhã e lhe de muita sabedoria e discernimento espiritual para tambem resolver as outras situações de sua vida. Deus é sempre Fiel abeçoe cafa dia mais a sua vida e de sua familia.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.