Depressão na terceira idade: como combater a doença neste estágio da vida?


  • +A
  • -A
Imagem do post Depressão na terceira idade: como combater a doença neste estágio da vida?

O número de pessoas depressivas vem crescendo em todo o mundo nos últimos anos. Ela atinge as mais diversas faixas etárias, incluindo os idosos. Nesta fase da vida, muitos acreditam que a depressão é algo normal e não levam a sério a importância do diagnóstico e do tratamento adequado.

Doença multifatorial

O problema psiquiátrico pode ser causado por inúmeros fatores juntos que podem precipitar o surgimento de episódios depressivos, seja o temperamento, acontecimentos do dia a dia, alterações biológicas ou ainda a presença de outros transtornos mentais. “Ao envelhecer, podem surgir fatores desencadeantes que seriam próprios dessa fase, como a doença de Parkinson, problemas tireoidianos e medicamentos clínicos que poderiam contribuir para o surgimento da depressão”, afirma o psiquiatra Ricardo Torresan.

Segundo Torresan, quanto mais um indivíduo vive, mais ele está a sujeito à ocorrência de eventos negativos, como a perda de entes queridos, a aposentadoria e limitações físicas, capazes de agir como estressores e propiciar o desenvolvimento de um quadro depressivo. De acordo com o psiquiatra, o combate à depressão na velhice não apresenta diferenças significativas, centrando-se no uso de medicamentos e da psicoterapia.

Cuidados especiais

Assim como em outros estágios da vida, a atenção da família é importante para vencer a doença. A falta de cuidados e de contato com pessoas é um dos fatores que contribui para o desenvolvimento da depressão e para a piora do quadro. Passeios diários, visitas de familiares e a prática de atividades físicas ajudam a manter a vida ativa e diminuem os riscos.  

Há, no entanto, alguns cuidados importantes com relação à medicação devido à idade avançada. O organismo funciona de uma forma diferente, com um metabolismo mais lento, o que acarreta na eliminação medicamentos também mais lenta e uma maior sensibilidade aos efeitos dos remédios. “Opta-se por medicamentos de perfil mais seguro e tolerável, com a condução da dose aplicada também mais cuidadosa e com tempo pouco maior para ajustar as doses”, explica Torresan.

De olho nos sintomas

A atenção é necessária aos sintomas da depressão, já que ela pode ser confundida com a demência. “A depressão em indivíduos de idade avançada pode se assemelhar a um quadro de demência. É fundamental distinguir essas entidades para que o paciente receba o tratamento mais adequado ao seu problema”, alerta o psiquiatra.

Dr. Ricardo Cézar Torresan é psiquiatra, graduado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) e atua em Botucatu. CRM-SP: 100415

TAGS
depressao
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

4 comentários para "Depressão na terceira idade: como combater a doença neste estágio da vida?"

Fred

O melhor fator para o combate à depressão na velhice é o indivíduo se sentir Amado por um amigo ou familiar, precisamos Amar essas pessoas sem levar em conta as condições à que elas se encontram, devemos valorizar a pessoa pelo que ela é, levando-se em conta o que ela foi.

Airton Albino

A explicação acima é totalmente verídica pois meu sogro com 94 anos apesar de ver suas irmãs, um filho é um neto partirem, se mantém firme pois junto dele convivem três bisnetos que apesar da folia e alegria dessas crianças nada o deixa irritado e sim renova suas forças porque sente o amor de todos da família que o cerca todos os dias.

Maria Antoniav

É verdade, tenho 69 anos . Meu esposo faleceu ha 10 meses .. Nao tenho nenhum filho aqui no Brasil … Por esse motivo , fiquei de Janeiro a Junho com um dis meus filhos … Foi bem dificil , vencer o periodo de frio la…. tive de voltar p resolver os problemas q ficaram pendente … Pq meus filhos trabalham e nao teve como vir…. So q aqui nao estou tendo apoio como necesito da familia aqui … E estou ficando muita depressiva , … Ja estou tomando meducamento . E sinto q cada dia estou pior… Mas , acho q esrou me agravando, me sinto muito sozinha… Quero voltar a ter uma vida normal…. Mas so posso voltar a viver com meus filhos , em desembro, por motivo de ter cousas p resolver aqui . … Mas tem ora q acho q n vou conseguir , ficar aqui …. ……………. O que vcs Surgerem ???? Minha familia acha q eu sou muito dependente, mas digo , n é isso nao … …. Preciso de compriençao e um pouco de paciencia dos meus irmaos … Me sjudem por favor….. Grata

Cuidados Pela Vida

Olá Maria, toda perda causa muita dor. Pelo seu relato imaginamos que a situação não esteja realmente fácil, mas o ideal é você procurar um profissional, que possa ouvir seu relato e caso identifique um quadro depressivo lhe dê as orientações necessárias para superá-lo. Estimamos melhoras e desde já boa viagem, afinal dezembro está se aproximando. Abraços

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.