Depressão sazonal: essa doença pode se manifestar no verão?


  • +A
  • -A

A depressão sazonal ganha este nome quando o transtorno se manifesta em uma estação específica do ano. O conceito de depressão sazonal se relaciona mais ao inverno, pois os fatores externos nesta época do ano de fato geram efeitos que favorecem o desenvolvimento do quadro. Mesmo assim, esse tipo de depressão também pode ocorrer nas demais estações.  

Mesmo podendo ocorrer no verão, depressão sazonal é mais comum no inverno


“A depressão sazonal ocorre em diferentes épocas do ano e é influenciada por fatores exógenos (quantidade de luz e calor) e fatores endógenos (predisposição genética). Ela pode sim ocorrer no verão, mas não com muita frequência. Quando acontece, está mais relacionada a fatores intrínsecos (do próprio indivíduo) do que ambientais”, informa o psiquiatra Miguel Angelo Boarati.

Segundo o especialista, o verão não é uma época do ano tão propensa à depressão sazonal, pois conta com maior quantidade de horas de luz, calor e possibilidade de atividades agradáveis ao ar livre. “Já no inverno dos países do hemisfério norte, com frio mais rigoroso e menor quantidade diária de luz, a depressão sazonal ocorre com frequência significativamente maior”, afirma.

Presença de luz solar possui grande influência na depressão sazonal


Um dos motivos para a depressão sazonal ser bastante associada ao inverno é a menor incidência de luz solar nesta época do ano. Além disso, é comum que no inverno ocorra diminuição da interação social e de práticas externas prazerosas, pelo fato do clima
desestimular atividades fora de casa. “No inverno, há semanas e meses de frio e chuva, o que resulta na permanência em locais fechados. Com isso, as pessoas acabam fazendo poucas atividades coletivas e prazerosas”, explica Boarati.

De acordo com o médico, a luz do sol é tão importante nesse contexto de depressão sazonal que, em países nórdicos, onde o inverno é muito rigoroso e com poucas horas de luz por dia durante muitos meses, é feito tratamento com fototerapia, ou seja, luzes internas que reproduzem a luz solar.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 

Dr. Miguel Angelo Boarati

Psiquiatria

CRM: 85105 / SP

TAGS
depressao
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

7 comentários para "Depressão sazonal: essa doença pode se manifestar no verão?"

Edna

Gostaria de saber se existe tratamento com fototerapia aqui no sul.pois eu tenho depressão sazonal.sofro demais no inverno.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Edna, um dos motivos para a depressão sazonal ser bastante associada ao inverno é a menor incidência de luz solar nesta época do ano. Além disso, é comum que no inverno ocorra diminuição da interação social e de práticas externas prazerosas, pelo fato do clima desestimular atividades fora de casa. Procure seu médico para que ele possa te indicar um possível tratamento com fototerapia. Abraços.

carmem

Gostei do assunto,mas meu caso é de depressão sazonal no verão,com a forte incidência de luz solar e calor ardente eu fico muito deprimida,em mim ocorre o oposto da maioria dos pacientes.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Carmem, conforme informação do doutor Miguel Angelo a depressão sazonal ocorre em diferentes épocas do ano e é influenciada por fatores exógenos (quantidade de luz e calor) e fatores endógenos (predisposição genética). Ela pode sim ocorrer no verão, mas não com muita frequência. Quando acontece, está mais relacionada a fatores intrínsecos (do próprio indivíduo) do que ambientais. Até logo.

Regina Merino

A anos tenho depressão. Como era conhecida como frescura, convivi com ela quieta , pois ninguém entende que é uma doença. Já fiz terapia 6 anos não resolveu. Estou com um psiquiatra e nunca desisti desta doença. É a pior que tem , se trata da mente e não sei conduzir. No que pode ajudar?Obrigada.No aguardo de uma breve resposta.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Regina, de acordo com o psiquiatra Rômulo Herkenhoff quando pensamos em saúde, devemos levar em conta o bem-estar físico, mental, social e espiritual. Temos que cuidar disso tudo ao mesmo tempo. Portanto, é importante buscar ter uma alimentação saudável, praticar atividades físicas; usar medicamentos sugeridos pelo psiquiatra e fazer psicoterapia, estar com quem se ama, trabalhar no que gosta, achar tempo para o lazer, dentre outras coisas. A prática de atividades estimulantes em geral, que despertem o seu interesse e te entretenham, possui ação importante no cérebro, com a liberação de hormônios ligados ao prazer, como serotonina e dopamina. Este processo te ajuda muito no controle dos sintomas depressivos, proporcionando uma melhor qualidade de vida. Abraços.

Claudio Ramos

Interessante e importante essa informação.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.