Depressão profunda: como é o tratamento na fase mais crítica da doença?


  • +A
  • -A
Imagem do post Depressão profunda: como é o tratamento na fase mais crítica da doença?

Atualmente, a depressão é um dos principais problemas de saúde no mundo e já atinge mais de 17 milhões de pessoas só no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde. Os sintomas e as formas de tratamento variam de acordo com a intensidade do quadro depressivo, que pode ser leve, moderado ou profundo.

O tratamento da depressão profunda envolve medicação e terapia

 

A depressão profunda é a fase mais crítica da doença psiquiátrica. “A depressão grave apresenta como características falta de energia intensa, tristeza constante, pensamentos de culpa ou ruína, dificuldade para manter o autocuidado, como tomar banho e escovar os dentes”, alerta a profissional.  

Por causa da maior gravidade de seus sintomas, é preciso procurar atendimento médico com rapidez e seguir à risca as medidas propostas pelo especialista. “O tratamento da depressão profunda envolve acompanhamento psiquiátrico com uso de medicações e psicoterapia”, explica a psiquiatra Érika Mendonça de Morais. Os medicamentos são os mesmos antidepressivos usados em depressões leves e moderadas, mas às vezes é necessário associá-los.

Internação pode ser necessária em casos de depressão profunda

 

Nesse estágio, também podem estar presentes pensamentos de morte, ideias suicidas e sintomas psicóticos, como delírios e alucinações. O paciente pode precisar de supervisão constante se houver risco de suicídio, de agressividade e prejuízo do autocuidado, para que o depressivo não coloque sua vida e a de outras pessoas em perigo.

Em certos casos, a internação em uma clínica psiquiátrica pode se fazer necessária. “Existe sim a possibilidade de internação para garantir a segurança do paciente, das pessoas que convivem com ele e também para assegurar que o tratamento ocorra adequadamente, com o uso adequado das medicações e abordagens multidisciplinares”, afirma a especialista.

Dra. Érika Mendonça de Morais é psiquiatra formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e atua em São Paulo. CRM-SP: 124933

Foto: Shutterstock

TAGS
depressao
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

21 comentários para "Depressão profunda: como é o tratamento na fase mais crítica da doença?"

kleber neves da rocha

No caso de depressão, em qualquer grau, seria muito útil a associação com Ômega 3? A doutora tem experiência pessoal com esta associação?

Matheus

tenho pensamentos de morte todos os dias e uma dor que não passa. minha ansiedade fica forte e energia depois fraca. Tenho um estado de alegria e depois uma tristeza. Estou tomando medicamentos, há dois meses, mas não passa. o que fazer? Socorro!

Cuidados Pela Vida

Oi Matheus, é necessário que você faça um acompanhamento periódico com o médico que prescreveu o tratamento.

Marco Antônio Rabelo do amaral

Tenho depressão,faço tratamentos a anos e trocando sempre de medicamentos. Atualmente,acredito eu que minha depressão se assentuou para profunda em decorrências de vários fatos traumáticos em minha família e para mim mesmo,condição que me encontro em isolamento,constante cólera no coração,desesperança e ideias permanentes de suicídio.Sou militar da reserva,resido em campo grande,a muito tempo estive no hospital militar consultando e voltei várias vezes com crises de choro,tomo Esc 50mg,e atualmente Rivotril,o,5mg e Amato 50mg,e acho que não estão com efeitos necessários.Infelismente o sistema de saúde do exército está sobrecarregado e o profissional que nos atende geralmente não é o que nos trata regularmente,fazendo com que o atendimento,a meu ver seja de pesima qualidade,haja vista eu relatando muitas das vezes meus pensamentos extremos e o profissional se limita a apenas continuar prescrevendo os mesmos medicamentos.Ajudem_me em um centro de referência em Campo Grande MS,antes que seja tarde pra mim.Obrigado.Eu sou Coronel da Reserva do Exército.

Cuidados Pela Vida

Oi Marco Antônio, é importante que o paciente realize consultas regulares com um médico que esteja sempre por dentro do seu caso e conheça sua trajetória. Tente encontrar um profissional em sua região que possa acompanhá-lo adequadamente. Sabemos como é difícil passar por isso, mas é importante lembrar que você é essencial na vida de muitas pessoas que te cercam, não desista de você. Abraços.

Tatiane Rodrigues Guerreiro

Tenho depressão profunda desde os 13 anos ouço vozes mas depois que comecei o tratamento não as ouço mais. Faço tratamento psiquiátrico á 5 anos e já tentei suicídio 2 vezes. Mas mesmo medicada tenho recaídas de ficar trancada no quarto escuro e sem paciência com ninguém. Tenho 35 anos, o que posso fazer p melhorar? Qd fico assim nem levanto da cama

Cuidados Pela Vida

Oi Tatiane, a adesão ao tratamento é fundamental; realize um acompanhamento periódico com o médico que o prescreveu, assim ele poderá verificar se há necessidade de manutenção e de que forma as recaídas podem ser minimizadas. Melhoras.

Vinildo Oliveira

Oi Dra, Minha mãe tem 60 anos, e passa uma grave crise de depressão a dois anos, sintomas: não quer sair do quarto, não escova os dentes não toma banho e não tem apetite pra nada. Já levamos em alguns médicos psiquiatra, e não achamos solução 😣 tenho medo de perder ela pois está muito fraca. Preciso de ajuda.

Cuidados Pela Vida

Oi Vinildo, incentivar uma pessoa deprimida a buscar ajuda é sempre indicado. É importante que o paciente siga um acompanhamento com o médico especialista, além de aderir corretamente ao tratamento prescrito. Segue o link de uma de nossas matérias que podem te auxiliar:
http://cuidadospelavida.com.br/meu-corpo/cabeca-e-pescoco/como-ajudar-uma-pessoa-com-depressao-um-psicologo-da-dicas-para-ajudar-a-lidar-com-amigos-e-familiares-que-estao-depressivos
Melhoras para sua mãe.

Leonardo

Já faço tratamento há algum tempo mas atualmente estou sem acompanhamento, sinto uma dor no meio do peito como se um buraco ardente queimasse por dentro, queria poder dormir por um mês ou não acordar mais séria melhor,me desligar vou esplodir

Cuidados Pela Vida

Oi Leonardo, é importante fazer um acompanhamento periódico com o médico que prescreveu o tratamento, assim ele poderá continuar te orientando sobre as condutas adequadas para o seu caso. Abraços.

Marcelo

Tenho uma amiga que tem depressão e ela fica colocando prazo pra acabar com a vida dela é tenho medo que isso se concretize já que agora nossa turma do ensino médio vai se separar e eu vou ficar mais distante dela o que eu posso fazer?

Cuidados Pela Vida

Oi Marcelo, o apoio da família e dos amigos mais próximos é fundamental para que ela não venha a concretizar esses pensamentos, assim como o tratamento realizado por um médico especialista. Tente conversar com alguém da família de sua amiga para levá-la em uma consulta. Abraços.

Gilda

Tenho depressão considerada profunda estou tomando medicamento, não tenho ânimo para nada, parece que minha cabeça esta dentro de um balde de água, sinto vontade de sair correndo por ai, não sei o que fazer.

Silmara do nascimento da silva

Eu sou muito ansiosa tem horas que tenho vontade de me matar já fui viciada ou estou tentando🤔

Amanda

Minha namorada tem depressão profunda, como ajudar ela? 🙁

Cuidados Pela Vida

Oi Gilda, tente encontrar um hobbie ou alguma atividade que te ajude a distrair a mente. O médico que te acompanha também poderá te passar mais orientações, realize uma consulta. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Oi Silmara, continue firme com o tratamento que o seu médico prescreveu para que você possa alcançar uma maior qualidade de vida. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Oi Amanda, tente levá-la para uma consulta com o psicólogo ou psiquiatra. Melhoras para ela.

Mayara

Estou lendo todos os comentários aqui e as respostas dadas a elas e acredito q pra mim vai ser a mesma resposta. Não vim em busca de resposta ou incentivo pois minha depressão ja é profunda e não vejo meio de sair dessa situação só deixo aqui meu comentário q acredito ser parecido com de muitos. Eu realmente não vejo mais esperança disso melhorar, agr mesmo estou em uma crise de choro com pensamentos mto negativos. Não tenho coragem de acabar com minha vida, mas o sofrimento é grande e sinto q não vai acabar nunca oq me desespera mais.

Cuidados Pela Vida

Oi Mayara, é difícil se ver numa situação onde parece não haver saída. No entanto, muitas pessoas conseguiram se recuperar quando seguiram tratamentos e também quando encontraram atividades estimulantes e prazerosas. Tente encontrar algo que te anime, e alie isso ao tratamento prescrito pelo seu médico, você não está sozinha. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.