A depressão pode se manifestar em diferentes intensidades?


  • +A
  • -A
Imagem do post A depressão pode se manifestar em diferentes intensidades?

É normal que os quadros de depressão se manifestem em intensidades diferentes, dependendo de cada caso. Um paciente pode, por exemplo, iniciar com depressão leve e evoluir até chegar no fase mais crítica. Em outros casos, já na primeira vez que o paciente sofre com os sintomas da doença, ela se apresenta em estágio mais avançado (moderado e grave).

Características de cada grau de depressão

 

“De acordo com o DSM-5, manual de classificação dos transtornos mentais, os episódios depressivos podem ser classificados como leves, moderados ou graves”, afirma a psiquiatra Erika Mendonça. No episódio depressivo leve, há presença de poucos sintomas além dos necessários para o diagnóstico; a intensidade dos sintomas causa sofrimento, mas é manejável e os sintomas resultam em pouco prejuízo no funcionamento social ou profissional”, explica a médica.

Já no episódio depressivo grave, os sintomas aparecem em número muito maior do que o necessário para fazer o diagnóstico, a intensidade dos mesmos causa grave sofrimento, eles não são manejáveis e interferem substancialmente no funcionamento social e profissional (o paciente não consegue trabalhar, se relacionar, cuidar de si mesmo, etc.). “O episódio depressivo moderado apresenta características intermediárias entre os episódios leve e grave”, completa Erika.

Tratamento para cada intensidade de depressão

 

A intensidade do quadro depressivo define o tipo de tratamento adotado, tendo em vista que quanto mais preocupante for o episódio, mais medidas de tratamento podem ser adotadas. Por exemplo, a depressão leve muitas vezes pode ser controlada somente com psicoterapia, enquanto que as versões moderada e grave exigem também o uso de medicamentos.

“O tratamento dos episódios depressivos é, na maioria das vezes, feito com medicações antidepressivas. Geralmente, nos casos mais graves há necessidade de doses maiores e, às vezes, até mesmo associação entre mais de um tipo de medicamento antidepressivo, ou entre medicamentos de outras classes, como antipsicóticos e estabilizadores do humor”, conclui a psiquiatra.

 

Dra. Erika Mendonça de Morais é psiquiatra formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e atua em São Paulo. CRM-SP: 124933

Foto: Shutterstock

TAGS
depressao
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "A depressão pode se manifestar em diferentes intensidades?"

Eva de Lourdes Camilo Vasconcelos

Tenho depressão faz muito tempo só fazia uso de uma medicação mesmo assim não adiantava, sentia falta de ar impaciente não dormia dores no corpo irritada sem vontade de fazer nada. Perda de peso vontade de morrer horrível ….Foi quando resolvi ir ao psiquiatra passou umas medicações faz 08 meses já estou desmamando faço acompanhamento psicológico terapia em grupo me ajuda bastante, graças a Deus estou bem……

Cuidados Pela Vida

Oi Eva, desejamos sucesso em seu tratamento! Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.